skip to Main Content

A cimeira sobre o clima que serviu o almoço em caixas de plástico

Foto: Ivo Pereira/Global Imagens

Com muitas restrições de segurança por causa da presença de Obama, todos os participantes tiveram direito a uma “lunch-box”, que é como quem diz a uma caixa com almoço. A ideia da organização – para evitar saídas e entradas do Coliseu – até podia ter sido uma boa ideia, não fosse o almoço ter sido servido… em embalagens de plástico.

Numa conferência sobre alterações climáticas, foi servida uma salada de massa fusilli dentro de uma caixa de plástico. Um garfo e uma faca de plástico, uma sanduíche e uma bolacha embrulhadas em plástico e até uma mão cheia de uvas dentro de uma caixa de plástico (com outro garfo de plástico para as comer).

Muito plástico em cerca de três mil lancheiras, numa cimeira onde Obama deixou claro que a mudança tem que vir de cada um de nós.

No foyer do Coliseu, muita gente comentava o almoço servido em caixas de plástico, ao mesmo tempo que questionava se já teria chegado o homem por quem todos esperavam. Contam os jornalistas que estavam na Rua Passos Manuel, à porta da sala de espetáculos do Porto, que a rua foi literalmente esvaziada no momento em que o carro de Obama chegou.

Aliás, as regras de participação eram apertadíssimas. O convite desincentivava as pessoas a levarem mochilas e computadores. Era proibido filmar, gravar ou fotografar a conferência do antigo presidente dos EUA. As luzinhas verdes da power-bank fizeram mesmo com que um funcionário viesse ao camarote alertar para as “consequências gravíssimas” que podíamos sofrer caso algum aparelho de gravação estivesse ativado.

Obama agradeceu a hospitalidade do Porto, lamentou vir sempre a correr, sem tempo para relaxar, estar de férias, beber um cálice de vinho do Porto. Ouviu um aplauso extenso, bebeu um gole de água – ou de outra coisa qualquer, não sabemos o quê. A garrafa de plástico dele ficou intacta. Usou um copo de papel.

Fonte – Barbara Baldaia, TSF.pt de 06 de julho de 2018

Todo mundo diz que quer salvar o mundo, mas nada de mudar seus péssimos hábitos de consumo! Pensar global e não agir local e pessoal é muito bonito para fingir que é ecologicamente correto para os amigos e para tirar fotos e publicar nas redes sociais, mas, ao final do dia, você não terá feito absolutamente nenhuma diferença na proteção ao planeta e na luta pela sobrevivência da humanidade!!!

Deixe uma resposta

Back To Top