Estudantes da Unipar faturam 1º Desafio Pontes de Macarrão

A competição realizada pela concessionária VIAPAR reuniu acadêmicos de engenharia das regiões Norte e Noroeste do Paraná

A equipe “Trovão Dourado”, composta pelos acadêmicos de engenharia civil e mecânica da Universidade Paranaense (Unipar), de Umuarama sagrou-se campeã do 1º Desafio Ponte de Macarrão: Desafio do Rio Ivaí, promovido pela concessionária de rodovias VIAPAR. A competição ocorreu na manhã deste sábado (11), na sede da empresa em Maringá e contou com 15 grupos inscritos. Além de troféu, os estudantes faturaram o prêmio de R$ 1.500,00, além da bonificação de R$ 500,00 pela conquista do recorde de Maringá [desde 2016]. A maquete da ponte construída por eles suportou o peso de 186,67 kg.

E essa não é a primeira vez que eles faturam uma competição do gênero. É o terceiro 1º lugar em menos de dois anos. “É muita dedicação, estudo para entender como funcionam as matérias e, com isso, fazer os cálculos com precisão. Porém, o primordial e a cooperação entre os integrantes da nossa equipe, pois sempre tomam as decisões em comum acordo. Estamos muito contentes com mais este resultado”, comentou o estudante, Danilo Ratti da Silva. “Eventos como este são muito importantes, pois incentivam e auxiliam na formação de bons profissionais. Esse bom resultado é sinal que estamos no caminho certo”. A equipe foi ainda formada por  Matheus Henrique Rossato Casola e Marcelo Ximenes Pereira,

Em 2º lugar ficou o grupo “Marilene”, da Uningá – Centro Universitário, de Maringá. A estrutura de macarrão construída pelos estudantes de engenharia mecânica, Pietra Evellyn Militão, Rafael de Oliveira Bisol e Gabriel Sempre Bom, suportou o peso de 146.91 kg – eles faturaram medalhas e prêmio de R$ 1.000,00. Já o terceiro lugar foi para a “Cup Noodles” da Faculdade de Engenharias e Arquitetura (Feitep), também de Maringá, composta pelos acadêmicos de engenharia civil, Felipe Aquaroni Sanches, Lucas Cividini dos Santos, Leonardo Vitor e Allisson José Bernardes Vettor – a ponte de macarrão deles suportou 117,02 kg – levaram para casa o cheque de R$ 700,00 e medalhas.

Antes de levadas à máquina para o teste de tração, todas as maquetes de macarrão foram avaliadas conforme o regulamento. Todas as decisões tomadas em comum acordo dos jurados, sendo um professor de cada instituição participante, além de um engenheiro da VIAPAR. “As equipes se dedicaram bastante na construção das pontes, projetos satisfatórios com cargas variáveis. É um evento valido para a formação de bons profissionais, uma maneira prática de trabalhar a matéria cálculo”, avaliou o professor da Feitep, Marcos Fernando Vinícius de Souza Schimitt. “Com certeza lá na frente os participantes não vão cometer os mesmos erros feitos nesta competição”.

Fonte – Assessoria de comunicação da VIAPAR de 11 de novembro de 2017

Deixe uma resposta