Instituto Ideais

A FUNVERDE tem o orgulho de anunciar a criação do Instituto Ideais.

Esta é uma maravilhosa notícia ambiental para todos nós, porque não se trata de somente mais um instituto ambiental e vamos explicar o motivo e a importância desta entidade.

Há alguns anos, para sermos mais precisos, em 2004, quando a FUNVERDE iniciou o PROJETO MATA CILIAR, com plantio de árvores nativas e limpeza de margens dos rios, se deparou com um problema assustador, a quantidade de plásticos de todos os tipos que cobrem os fundos de vale. Após analise, detectamos que maioria da poluição era composta por plástico, e entre eles, se destacavam as sacolas plásticas de uso único e as garrafas PETS.

Tivemos de priorizar um dos problemas e como não conseguiríamos resolver todos os problemas simultaneamente, focamos no problema das sacolas plásticas.

Foi numa dessas margens de rio que nasceu o projeto SACOLAS ECOLÓGICAS, com o objetivo de banir sacolas plásticas de uso único e assim diminuir a poluição causada por elas.

O projeto foi dividido em etapas para não assustar o consumidor, não causar desemprego na indústria ou causar o fechamento das fábricas de sacolas plásticas.

Após um ano em busca de novas tecnologias para substituir as sacolas plásticas fabricadas a partir de plástico convencional, encontramos a tecnologia que permitiria dar um tempo de vida útil ao plástico. Esta tecnologia é conhecida como plástico biodegradável de petróleo ou simplesmente, oxibiodegradável.

Encontramos várias tecnologias que divulgam serem oxibiodegradáveis, ou biodegradáveis, mas somente uma nos forneceu laudos que comprovassem sua eficácia e segurança.

Naquela época, através da mídia, conseguimos acordar o Brasil para este grave problema ambiental, que até então estava escondido nos fundos de vales, rios, lagos e oceanos.

Com o passar do tempo várias cidades aprovaram nossa lei para substituição de sacolas plásticas de uso único convencional por sacolas de uso único oxibiodegradável e com isso, muitas indústrias se adaptaram e iniciaram a produção desta novidade do mercado, o plástico com ciclo de vida útil programado.

Como em todas as áreas, os aproveitadores de plantão não demoraram a aparecer. Víamos muitas sacolas que, aditivadas com tecnologias desconhecidas, simplesmente não se degradavam ou simplesmente não eram aditivadas, era pura enganação, um verdadeiro engodo.

Em 12 de fevereiro de 2008, durante uma reunião entre os fornecedores, produtores, compradores e a FUNVERDE sentimos a necessidade da fiscalização desta tecnologia para conter as empresas que estavam enganando a todos e também não prejudicar nosso projeto. Criamos o selo OXIBIODEGRADÁVEL para a FUNVERDE apoiar produtos ecologicamente corretos e concedemos o direito de uso deste selo para o plástico atestando que ele era realmente biodegradável. Nasceu aí também a ideia que futuramente seria transformada no Instituto Ideais.

Mas, infelizmente, Até este selo e também a logomarca da FUNVERDE foram copiados e pirateados  por tecnologias malandras sem nossa autorização

O Projeto Sacolas Ecológicas é dividido em várias partes, sendo a primeira parte a educação ambiental para todos conhecerem os males causados pelas sacolas plásticas de uso único que representam 10% de todo o lixo gerado diariamente em qualquer cidade e que jamais é reciclado – e que no Brasil representam bem mais de 30 bilhões de sacolas usadas e descartadas anualmente – e a criação de leis para substituição das sacolas plásticas de uso único convencional e eterna para sacolas com ciclo de vida útil programado, com incentivo ao uso de sacolas retornáveis com prazo de cinco anos até o banimento da sacola plástica de uso único convencional.

A segunda parte do projeto é o banimento da sacola plástica de uso único e a substituição por sacolas retornáveis e comercialização das sacolas plásticas com ciclo de vida útil controlado para o consumidor perceber que tudo tem um valor e assim trocar a sacola plástica de uso único por sacola retornável. Claro que existem locais e produtos que necessitam de sacolas plásticas, a exemplo de peixaria, açougue, produtos molhados. Nestes locais fica impossível a substituição das sacolas de uso único por retornáveis e por isso deve ser usado o plástico com ciclo de vida útil programado.

O projeto, apesar de se chamar PROJETO SACOLAS ECOLÓGICAS não se restringe somente a banir as sacolas plásticas, mas abrange todo o plástico de uso único, que corresponde a 80% de todo o plástico produzido. Do saco de arroz ao copo de iogurte, do frasco de xampu à embalagem de sorvete, todos eles devem ser substituídos por plásticos com ciclo de vida útil controlado para aproximar o ciclo de vida da embalagem ao ciclo de vida do produto.

Com o passar dos anos, com o projeto se espalhando pelo país, leis para banir as sacolas plásticas sendo aprovadas em cidades e estados, o projeto cresceu por todo o país e também cresceu o número de falsificadores e mais do que nunca havia a necessidade de um órgão fiscalizador.

Assim nasceu do Instituto Ideais, do qual a FUNVERDE é uma das instituidoras, para que fosse possível a certificação de tecnologias que atendam a normas e critérios como forma de garantir que a sociedade e empresas não sejam mais enganadas com falsas promessas e ilusões divulgadas por aqueles que tem compromisso apenas com o próprio bolso sem assumir qualquer responsabilidade pelos seus atos.

Atualmente a FUNVERDE apoia a tecnologia dos plásticos d2w – RES Brasil – Symphony, pois desde 2005 é a única que apresentou todos os laudos independentes que solicitamos. Sabemos que outras tentam vender a ilusão para a sociedade dizendo que é tudo a mesma coisa. Mas, acredite, não é. Todas as pessoas e empresas devem exigir a certificação emitida pelo IDEAIS e assim evitar serem enganadas.

A partir deste ano o Estado de São Paulo se juntou a outros estados e cidades e baniu, finalmente, as sacolas plásticas de uso único gratuita nos supermercados, chegando assim ao estágio final do projeto sacolas ecológicas e agora estamos mais tranquilos para iniciar mais uma etapa do projeto, que resolver o problema de todo o resto do plástico de uso único.

Agora esta será uma tarefa mais fácil com a criação do Instituto Ideais, que nasceu para certificar indústrias, tecnologias e empresas que utilizam, atestando que seus produtos são autênticos e para estudar novas tecnologias que possam melhorar a vida para os seres que habitam este planeta hoje e os seres que ainda virão.

Iniciamos uma nova era, a era dos plásticos ecologicamente certificados.

Manteremos você atualizado com todas as notícias do Instituto Ideais.

Saiba mais sobre o Instituto Ideais visitando o site http://www.i-ideais.org.br/

Deixe uma resposta