Projeto ecocaixas

Se você separasse o lixo em casa, os profissionais da reciclagem não precisariam estar neste local imundo, garimpando no meio de comida, papel higiênico, fralda descartávei, absorvente íntimo o material para reciclar, para ganhar um salário honesto.

A sua preguiça, que ao jogar o lixo todo misturado e esquecer que gerou este lixo é uma afronta à dignidade humana e um crime contra a humanidade e o planeta ao desperdiçar valiosos recursos naturais, jogando no lixão o que poderia voltar ao ciclo de produção.

É assustador ver esta grande área que poderia ser poupada para plantar comida para os seres do amanhã sendo contaminada pelo lixo.

Como exemplo, Maringá tem 350 mil habitantes e gera 320 toneladas de lixo por dia e 40% disso é reciclável, então, o que leva você a jogar este tesouro no lixo?

Quando será que você assumirá a sua parcela na culpa pela devastação do planeta?

Quando você perceberá que o ato de separar materiais recicláveis é uma obrigação individual?

Quando você disponibiliza material reciclável aos profissionais da reciclagem você aumenta a renda deles, e ao aumentar a renda melhora a qualidade de vida deles e ao invés de eles sobreviveren estarão vivendo e ao melhorar a renda você diminui o número de filhos que estas pessoas põe no mundo, esta é uma verdade incontestável. Com menos seres humanos sobre o planeta diminui a pressão sobre os recursos naturais utilizados para estas pessoas viverem.

Então, que diabos você está esperando para agir?

Até quando você se comportará como um zumbi em frente às televisões assistindo novelas, chorando por dramas alheios enquanto nosso planeta agoniza?

Pelo jeito vai ter que ser na base do chute na bunda, da multa, já que a sensibilização com o social e o ambiental não atingem você.

Agora eu lhe pergunto, veja esta mulher na foto, e se fosse você? Você gostaria de chafurdar no meio da sujeira para conseguir material para seu sustento?

Claro que não, você preferiria que o material fosse pego em frente às casas, separado, lavado.

Então … acorde ser humano, prove que você merece viver neste século.

A lanchonete do planeta fechou, não tem mais almoço grátis, agora está na hora de pagar a conta pelo seu consumismo desenfreado e inconsequente.

Na CBN esta semana alguém comentou que o mundo estará bem melhor dentro de uma ou duas décadas, porque os dinossauros consumistas terão morrido. É isso que você quer? Ter que morrer para o mundo melhorar? acorde desse sono profundo, pare de imaginar que os recursos naturais são infinitos e faça sua parte.

Você está parecendo o Brasil, deitado eternamente em berço explêndido, acorde, aja, mude, enquadre-se neste século. isto é … se você quiser merecer viver neste século.

Você se acha superior a estes animais que certamente irão morrer porque estão comendo plástico? Você se acha a dádiva do universo? Não, você tem tando direito a um mundo limpo quanto qualquer animal ou vegetal.

Rachel Steele

Dr Catherine

Agora que você já se conscientizou que tem que fazer sua parte, veja uma parte da solução abaixo, com mais um projeto FUNVERDE. 

A FUNVERDE Lançou mais um projeto no dia 8 de outubro de 2007, segunda-feira.

O Projeto ECOCAIXA une-se a outros projetos já desenvolvidos pela FUNVERDE na área de gerenciamento de resíduos sólidos, mais comumente chamado de lixo e de boas práticas ambientais.

a FUNVERDE crê que não existe uma solução única para salvar o planeta, mas um conjunto de soluções, onde no final, será alcançado o objetivo final da fundação, que é proporcionar uma qualidade de vida melhor para os seres de amanhã.

Objetivo do projeto

O objetivo deste projeto, é a sensibilização e a conscientização dos indivíduos quanto a separação do lixo e a reciclagem e as boas práticas ambientais nas residências.

Este projeto é um piloto. Este evento foi o início do projeto que irá se estender a todos os supermercados da cidade e posteriormente do país.

Onde está sendo desenvolvido

Todos, em algum momento, vão ao supermercado.

Desde a classe social mais baixa até a mais alta, pessoas de todas as escolaridades e todas as idades acabam indo fazer compras.

Por isso, a FUNVERDE elegeu o supermercado como local para poder ensinar truques novos a cachorros velhos.

As escolas estão fazendo um trabalho maravilhoso com seus alunos quanto à educação ambiental.

O problema é que os pais destas crianças estão comprometendo seu futuro com práticas ambientais destrutivas.

Com certeza, há algum tempo atrás, quando o numero de indivíduos sobre o planeta não era tão grande como hoje, não havia a necessidade de se preocupar com estas péssimas praticas ambientais.

Mas hoje, com a superpopulação mundial, os recursos naturais se tornando mais raros, está na hora de revermos o que e como consumimos e ainda, como dar um destino apropriado aos resíduos que geramos.

Como está funcionando

Está sendo realizado o treinamento dos caixas e os empacotadores dos supermercados para serem os multiplicadores de boas práticas ambientais.

Enquanto o caixa e o empacotador estão trabalhando, eles transmitem dicas informações ambientais para o cliente.

Resultado esperado

A FUNVERDE deseja aumentar a reciclagem na cidade de Maringá dos atuais menos de 10% para no mínimo 30% até o final deste ano.

A FUNVERDE conta com a parceria do primeiro setor para que sejam coletados os dados sobre o aumento do volume de reciclagem no entorno destes supermercados.

O projeto está no início, por isso, irá demorar alguns meses para coletar estes dados.

A primeira reação dos clientes do SUPERMERCADO CIDADE CANÇÃO onde foram treinados 150 caixas e empacotadores foi muito boa, onde as dicas ambientais tem sido muito bem recebidas pelos clientes. As pessoas estão sendo receptivas e muitas alegam o desconhecimentos sobre os assuntos explanados.

Devido a logística da empresa, o treinamento foi divido em duas turmas, sendo a primeira treinada no dia 8 e a segunda no dia 9 de outubro de 2007.

No lançamento, dia 8, contamos com a presença do Dr. Saint-Clair Honorato Santos, procurador de justiça de meio ambiente e chefe dos promotores de meio ambiente do Paraná, do Prefeito de Maringá Sr. Silvio Barros II e demais autoridades.

O treinamento foi realizado na loja da Av Mandacaru e eles providenciaram um banner imenso em forma de sacola oxi-biodegradável para colocar na entrada da sala de treinamento, para relembrar o início dos projetos ambientais em conjunto com a FUNVERDE, com o projeto sacolas ecológicas – eles comemoram 1 ano de uso das sacolas oxi-biodegradáveis em 30 de outubro deste ano -, lembrando que eles foram a primeira rede de supermercado do país a utilizar as sacolas oxi-biodegradáveis, trocando 2 milhões de sacolas convencionais que demorariam até 500 anos para se degradarem pelas oxi-biodegradáveis, que em aproximadamente 18 meses já terão se degradado.

Seiscentos, gerente de uma das lojas, o Rogério gerente geral das lojas e o presidente da FUNVERDE, Cláudio José Jorge.

Diniz, secretário de meio ambiente de Maringá, o Dr Saint Clair, procurador de meio ambiente conversando com o Rogel, presidente do COMDEMA – conselho de defesa do meio ambiente de Maringá.

Ao fundo, alguns caixas e empacotadores que irão ser treinados.

Carlos Tavares, proprietário da rede Canção de supermercados, Diniz Afonso, secretário de meio ambiente de Maringá, Silvio Barros II, nosso prefeito, Dr Saint Clair Honorato, procurador do meio ambiente do Paraná e o Cláudio José Jorge, presidente da FUNVERDE.

Eles fizeram um arranjo de flores tão lindo e eu não fotografei, só eu mesma.

Os organizadores do evento depois que todos foram embora. O Célio, marketing do Canção e a Andréa, recursos humanos do Canção.

O fotógrafo oficial do evento deve entregar as fotos esta semana, daí publico fotos mais decentes do evento.

8 pensamentos em “Projeto ecocaixas”

  1. parabéns por todos os projetos que voces tem!
    adorei a idéia de dar palestrar para caixas de supermercado, porque é realmente muito importante que eles saibam que gerar muito resíduo faz mal ao meio.

    Gostaria de apoiar a causa, portanto, se precisarem de alguma ajuda, dentro do possível posso tentar ajudá-los à espalhar a idéia.

    um grande abraço, Lais

  2. Muito bacana o site e os projetos, mas visualizando a foto dos organizadores do projeto com gárrafas de água sobre a mesa ao invés de jarras, achei lamentável. Entretanto gostei muito desse site.

  3. Pingback: Fungreen « Observatório do Meio Ambiente na Imprensa
  4. É simplesmente absurdo o que o ser humano está fazendo com o local onde vive, não tem o menor zelo pelo nosso maravilhoso planeta, as pessoas fecham os olhos para a situação como se não existisse o amanhã.

    A propósito estou prestes a iniciar a construção de uma casa simples, e gostaria de fazer um projeto para reaproveitar a água utilizada na pia da cozinha e chuveiro bem como outras, tem algum modêlo que poderia estar seguindo?

  5. Muito bom mesmo estou cada vez mais dispoto para por em pratica alguns projetos aqui na minha cidade moro no interior da bahia Paulo Afonso um cidade turistica e em breve uma cidade conscientes e que irao ajudar pois tods juntos somos mais forte

Deixe uma resposta