A VIAPAR esclarece

  • A VIAPAR firmou, em 14 de novembro de 1997, o Contrato de Concessão nº 072/97, doravante simplesmente CONTRATO DE CONCESSÃO, com o Estado do Paraná, através do Departamento de Estradas de Rodagem DER/PR, tendo como interveniente a União Federal através do Ministério de Transportes e o Departamento Nacional de Estradas de Rodagem, pelo prazo de 24 (vinte e quatro) anos, para a recuperação, o melhoramento, a manutenção, a conservação, a operação e a exploração do Lote 02 do Programa de Concessão de Rodovias no Estado do Paraná, composto das Rodovias BR-158, BR-369N, BR-369S, BR-376 (trecho Nova Londrina – Jandaia do Sul), PR-444 e PR-317.
  • Por força do referido CONTRATO DE CONCESSÃO a VIAPAR tem como deveres, dentre outros: o de zelar pela integridade dos bens vinculados à concessão; o de adotar todas as providências necessárias, inclusive judiciais, à garantia do patrimônio das rodovias, inclusive toda estrutura administrativa e operacional, a praça de pedágio, as faixas de domínio e seus acessos; o de controlar todos os terrenos e edificações integrantes da concessão, tomando toas às medidas necessárias para evitar e sanar uso ou ocupação não autorizada desses bens; e ainda o de gerenciar, após prévia anuência do DER/PR, a exploração de espaços ao longo das rodovias federais sob regime de concessão, dentro da faixa de domínio.
  • A VIAPAR, nos precisos termos do CONTRATO DE CONCESSÃO, é a única responsável pela prestação de serviços concedidos em questão.
  • O Contrato de Concessão é claro ao estabelecer a Concessionária o dever de cobrar a devida remuneração dos usuários que trafegam nas rodovias por ela administradas, sendo essa a fonte primária das suas receitas.
  • A Lei nº 8987/95 (Lei de Concessões) lhe impõe não só cumprir fielmente o contrato (art. 31, IV), mas também a obriga a “captar, aplicar e gerir os recursos financeiros necessários à prestação do serviço” (art. 31, VIII).
  • Do ponto de vista dos usuários é inquestionável o seu dever de pagar as tarifas corretamente. O contrato registra entre os seus deveres o de “pagar corretamente a tarifa de pedágio cobrada pela Concessionária”.
  • A Lei de Concessões atribui aos usuários o dever de “contribuir para a permanência das boas condições dos bens públicos através dos quais lhes são prestados os serviços” (art. 7º, VI), o que abrange pagar corretamente as tarifas.
  • A Lei e Contrato são claros ao estabelecer que o correto pagamento das tarifas seja elemento essencial da concessão e deve ser respeitado.
  • A evasão fere o artigo 209 do Código de Trânsito Brasileiro, o qual define como infração a evasão ao pagamento do pedágio.
  • Que é responsabilidade de toda a coletividade garantir que os serviços públicos sejam ofertados de modo adequado.
  • A existência do desvio instalado na Praça de Pedágio de Arapongas, gera implicações ao Município de Arapongas e demais Municípios lindeiros às rodovias em concessão à VIAPAR, em face de diminuição do tributo ISSQN que é recolhido aos cofres públicos.
  • O não pagamento das tarifas de pedágio após a utilização dos serviços prestados por esta Concessionária (investimentos, manutenção da via, atendimentos, etc…) resultará no desequilíbrio da equação física financeira do Contrato de Concessão, isto é, acarretando a diminuição dos Investimentos em andamento e/ou o aumento das tarifas de pedágio para todos os usuários.
  • Ratificamos que existem dois “Termos de Acordo” firmados pela VIAPAR e o Município de Arapongas, inclusive em duas gestões municipais distintas, que obrigam o Município a fiscalizar e impedir que sejam estabelecidas nos limites de Arapongas rotas de fuga ao pagamento de pedágio.
  • Referidos acordos seguiram perfeitamente o rito legal, foram firmados diante do interesse público e não em razão de clamor social.
  • Em prol da transparência desta Concessionária e publicidade dos acordos, os termos foram registrados no cartório de “Registro de Títulos e Documentos e Civil de Pessoas Jurídicas – Arapongas – PR”, sob protocolo nº 50.278” em 15 de dezembro de 2016, e sob protocolo nº 40.183 em 10 de dezembro de 2012.
  • Embora a ação judicial (autos nº 1.058/06 – Vara Cível da Comarca de Arapongas) esteja extinta sem julgamento de mérito, existe um precedente judicial à VIAPAR, no qual o Judiciário (em primeira instância e no Superior Tribunal Federal – através da Suspensão de Liminar 142-6 Paraná de 14 de março de 2007), reconhece que no prolongamento da Rua Rabilonga Vermelha havia uma rota de fuga ao pagamento da tarifa de pedágio.
  • Em face da abertura da Rota de fuga da Praça de Pedágio de Arapongas neste ano, a VIAPAR, por força do Contrato de Concessão e pelos acordos firmados com o Município de Arapongas e ora citados acima, notificou o referido Município através do Ofício DIPRE 310/2017, em 29 de maio de 2017, sob protocolo nº 13178, e Ofício DIPRE 081/2017, em 14 de junho de 2017, sob protocolo nº 14505, sobre o fato, requerendo que o mesmo extinguisse a rota de fuga.
  • Em resposta a Notificação da VIAPAR, o Município reconheceu a validade dos termos, o precedente judicial existente para a Concessionária e legitimou esta empresa a tomar as medidas necessárias para fechar a rota de fuga ao pagamento da tarifa de pedágio.

Face ao exposto:

  1. A VIAPAR esclarece que está agindo dentro dos preceitos da lei e tomará todas as providências cabíveis para evitar a rota de fuga ao pedágio de Arapongas.

Fonte – Assessoria de comunicação da VIAPAR de 07 de julho de 2017

Árvore solar será instalada em Maringá

Projeto pioneiro na região Noroeste do Paraná é uma opção para energia renovável

A evolução tecnológica é evidente a cada dia. Isso se estende à produção de energia, em especial a solar (fotovoltaica), que ganhou espaço em muitas propriedades rurais ou urbanas. Na próxima sexta-feira, será instalada em Maringá uma “Árvore Solar”.

A estrutura tem seis metros de altura, semelhante a de uma grande árvore. Ela terá dez placas solares para a captação de energia. A iniciativa é da concessionária de rodovias VIAPAR que vai instalar o equipamento no jardim de sua sede, na PR 317, em Maringá.

O engenheiro eletricista da Solus Energias, Guilherme Marzolla, empresa responsável pela implantação do projeto, explicou que a estrutura vai gerar 75 KW/h mês, volume suficiente para abastecer uma casa popular. “Também consta no plano a instalação de quatro bancos [formato cata-vento] na base da árvore, bem como tomadas, onde as pessoas vão poder usá-las para diversos fins, inclusive o carregamento do telefone celular”, disse. “O ambiente ainda vai contar com wiffi”.

Projetos semelhantes já existem na França e Alemanha, inclusive em espaços públicos. A estrutura da árvore suporta ventos de até 120 km/h. Vale lembrar ainda que está será a primeira estrutura do gênero na região de Maringá. “O principal objetivo deste projeto é incentivar a produção de energia renovável. O excedente será distribuído para a rede da empresa”, destacou o supervisor de T.I Administrativo da VIAPAR, Humberto Casicava.

Dentre os inúmeros benefícios deste sistema de produção, destaque para o baixo impacto ao meio ambiente, manutenção mínima das centrais, redução de investimento nas linhas de transmissão e a rápida instalação. Em países tropicais, como o Brasil, a energia solar é viável em todo o território.

Inauguração da Árvore Solar – Sexta, dia 30/06, 16 horas, no jardim da sede da Viapar  – PR 317 – n.7246 – Saída para Campo Mourão, perto do Aeroporto Regional de Maringá.

Fonte – Assessoria de comunicação da VIAPAR de 27 de junho de 2016

Centenas de veículos são abordados em evento educativo antes do feirado

Foi no posto da Polícia Rodoviária Federal, na manhã desta quarta-feira (14), em Campo Mourão

Por conta do feriado de Corpus Christi o movimento nas rodovias administradas pela VIAPAR no Paraná deve ser 15% maior [em comparação com dias normais]. Aproveitando que muitas pessoas já estão viajando a empresa e a Polícia Rodoviária Federal realizaram uma “blitz educativa”. A iniciativa aconteceu na manhã desta quarta-feira (14) no posto da PRF, em Campo Mourão (PR), no quilômetro 365 da BR-369. Aproximadamente 400 veículos foram abordados.

Além da distribuição de brindes e panfletos educativos, os policiais e colaboradores da VIAPAR conscientizaram os motoristas sobre a direção defensiva, uso da cadeirinha infantil, cinto de segurança, não utilização do telefone celular ao volante e a não ingestão de bebidas alcoólicas antes de dirigir. Quem foi abordado aprovou. É o caso do empresário, Edson Luiz Binsfeld, que seguia de Pérola do Oeste (PR) para Delfinópolis (MG). “É muito importante que instruções como estas sejam repassadas constantemente. É uma forma de conscientizar os motoristas para um trânsito mais seguro”, comentou.

Quem também parou na “blitz educativa” foi o auxiliar de Gestão de Pessoas (GP), Pedro Henrique Porto de Carvalho. Ele seguia de Campo Mourão para Ubiratã (PR) “Isso realmente precisa ser feito, pois o trânsito ficou muito perigoso. Quem está diariamente na estrada constata inúmeras barbaridades. Motoristas forçando ultrapassagens, usando celular ao volante, transportando crianças sem cadeirinha, dentre outras infrações. A imprudência e a desatenção têm feito muitas vítimas, algumas dessas inocentes”, destacou.

E a imprudência, segundo o policial rodoviário federal, Felix Ribeiro da Silva, tem sido responsável por 90% dos acidentes. “Os outros 10% também tem interferência do homem. Rodovias em boas condições ajudam, assim como a fiscalização eficiente, porém se o motorista não faz a parte dele o elo se quebra. O comportamento no trânsito é extremamente importante para que os acidentes sejam evitados. Por isso, simples ações como esta são eficazes”, disse ele, frisando que o “feriado veio a convergir com esta ação, a qual deve ser realizada com mais frequência”.

O Centro de Controle e Operações (CCO) da VIAPAR informa que, além da BR-369, a BR-376, entre Paranavaí e Cambé, deve receber um grande número de veículos. Para mais informações acesse: www.viapar.com.br. A concessionária dispõe de socorro durante as 24 horas. Para solicitar apoio disque 0800 601 6001.

Fonte – Assessoria de comunicação da VIAPAR de 14 de junho de 2017

PRF e VIAPAR realizam “blitz” educativa em Campo Mourão

Será no posto da PRF, na manhã desta quarta-feira (14), no quilômetro 365 da BR-369

Com o objetivo de conscientizar os motoristas sobre a direção defensiva a Polícia Rodoviária Federal e a concessionária de rodovias VIAPAR vão realizar, nesta quarta-feira (14), a partir das 8h, a distribuição de informativos orientando sobre a direção defensiva, uso da cadeirinha, cinto de segurança, não utilização do telefone celular ao volante e a não ingestão de bebidas alcoólicas antes de dirigir. Será no posto da PRF em Campo Mourão localizado no quilômetro 365 da BR-369.

O coordenador de Engenharia e Operações da VIAPAR, Vinícius Hipólito, destacou a importância da iniciativa às vésperas do feriado de Corpus Christi. “Devido ao feriado prolongado, o volume de tráfego nas rodovias aumentará, portanto, a atenção à sinalização e aos limites de velocidade devem ser redobrados”, relatou, frisando sobre as leis de trânsito. “Nossa expectativa é abordar mais de 50 veículos durante a ação. Além dos panfletos educativos, os motoristas receberão brindes e orientações”.

No geral, segundo o Centro de Controle e Operações (CCO) da VIAPAR, o fluxo nas rodovias administradas pela empresa nas regiões Norte, Noroeste e Oeste do Paraná deve aumentar 15% por conta do feriado – isso em comparação com dias normais. Além da BR-369, a BR-376, entre Paranavaí e Cambé deve receber um grande número de veículos.

Serviço

Para mais informações acesse: www.viapar.com.br. A concessionária dispõe de socorro durante as 24 horas. Para solicitar apoio disque 0800 601 6001.

Fonte – Assessoria de comunicação da VIAPAR de 13 de junho de 2017

 

Situação da balsa no rio Ivaí

A VIAPAR está construindo uma nova ponte sobre o Rio Ivaí entre os municípios de Floresta e Engenheiro Beltrão. A previsão é que a obra seja entregue no primeiro semestre de 2018.

Na madrugada da última segunda-feira (5/6), as fortes chuvas e a correnteza do rio romperam com os cabos de aço que seguravam a balsa com o guindaste utilizado na construção da ponte.  A balsa pesa cerca de 100 toneladas e mede aproximadamente 18 x 36 metros.

A balsa percorreu oito quilômetros do Rio Ivaí e ficou presa nos pilares da ponte existente próxima ao município de Dr. Camargo.  Não houve avarias tanto na balsa como na ponte. O equipamento pertence a uma empresa terceirizada.

Desde então, técnicos e engenheiros da empresa, junto com profissionais da Marinha e da Defesa Civil de Dr Camargo, passaram a estudar um plano de manejo para a retirada do guindaste e desmonte da bolsa.

A solução encontrada foi a de rebocar a bolsa até as proximidades do município de São Carlos do Ivaí. No local será feito o desmonte do equipamento que posteriormente será transportado pela rodovia até o local de origem, onde a nova ponte está sendo concluída.

Mesmo com o incidente, as obras para construção da nova ponte sobre o Rio Ivaí, não param. Outro guindaste já está no local.  O custo total da obra foi orçado em R$ 35 milhões. A nova ponte terá 33 metros de altura, o equivalente a um prédio de 11 andares.

Depois de inaugurada, a nova ponte vai atender unicamente aos veículos que transitarem no sentido Maringá – Campo Mourão.  Os que trafegarem no sentido inverso, terão acesso à antiga ponte já existente.

Fonte – Assessoria de comunicação da VIAPAR de 09 de junho de 2017

VIAPAR – 7º Educriação vai divulgar vencedores

O concurso já se tornou referência entre os estudantes de comunicação das regiões Norte, Noroeste e Oeste do Paraná

Enfim, chegou o grande momento. Vão ser conhecidos nesta sexta-feira (9) os vencedores do 7º Educriação, prêmio criado pela concessionária de rodovias VIAPAR para os universitários de comunicação (jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas, multimeios e afins). A cerimônia, reservada a convidados, será realizada em Maringá.

Além da premiação em dinheiro para as três melhores ideias (valores abaixo), é uma oportunidade para que os participantes agreguem valor ao portfólio. Respeito às sinalizações de trânsito, revisões veiculares, uso obrigatório do cinto de segurança e do capacete, distância mínima de 30 metros entre os veículos e atenção com animais na pista foram os temas propostos em 2017. Exatos 35 trabalhos estão inscritos, produções de alunos da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Unicesumar, Faculdades Maringá, Faculdades Alvorada, Faculdade Metropolitana de Maringá (Famma) e Centro Universitário Assis Gurgacz (FAG), de Cascavel.

Os projetos foram avaliados de acordo com os seguintes critérios: conceito e criatividade, fidelidade ao briefing, meios e técnicas utilizadas, qualidade visual e nível de persuasão. O júri foi constituído por representantes da VIAPAR, da agência de publicidade que atende a empresa, além de renomados profissionais de marketing, criação e produção. Como propôs o regulamento, os trabalhos foram realizados em caráter de campanha, considerando os seguintes meios de comunicação: outdoor, rádio, jornal e filme publicitário, sendo obrigatória a apresentação de uma peça para cada meio.

Apenas uma campanha pôde ser inscrita por concorrente [permitido grupos de três a cinco integrantes, da mesma turma]. “O número recorde de inscrições também se reflete na ótima qualidade de muitos trabalhos inscritos. Isso mostra que o Educriação já faz parte do calendário das faculdades”, finalizou o assessor de comunicação da VIAPAR, Marcelo Bulgarelli. “O trabalho vencedor vai estampar a próxima campanha da concessionária”.

Prêmio

1º lugar – R$ 2.000,00

2º lugar – R$ 1.500,00

3º lugar – R$ 1.000,00

* O professor orientador do trabalho vencedor [sendo apenas um por grupo] receberá o prêmio de R$ 700,00. Todos os participantes vão receber certificado.

Fonte – Assessoria de comunicação da VIAPAR de 05 de maio de 2017

Concurso – Educriação inscreve até 22 de maio

FOTO: festa do prêmio Educriação edição 2016 – foto:  Ivan Amorin

As três melhores ideias vão receber premiação em dinheiro

Faltam aproximadamente duas semanas para o encerramento das inscrições do Educriação, prêmio criado pela concessionária de rodovias VIAPAR para universitários de comunicação (jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas, multimeios e afins). Além da premiação em dinheiro para as três melhores ideias, é uma oportunidade para que os participantes agreguem valor ao portfólio.

Respeito às sinalizações de trânsito, revisões veiculares, uso obrigatório do cinto de segurança, uso obrigatório do capacete, distância mínima de 30 metros entre os veículos e atenção com animais na pista são alguns dos temas propostos nesta 7ª edição do prêmio. Todos os trabalhos apresentados serão avaliados de acordo com os seguintes critérios: conceito e criatividade; fidelidade ao briefing; meios e técnicas utilizadas; qualidade visual; nível de persuasão. O júri será constituído por profissionais, sendo representantes da VIAPAR, da agência de publicidade que atende a empresa e profissionais convidados de marketing, criação e produção.

Como propõe o regulamento os trabalhos devem ser compostos em caráter de campanha, considerando os seguintes meios de comunicação: outdoor, rádio, jornal e filme publicitário – é obrigatória a apresentação de uma peça para cada meio. “O maior desafio é conscientizar a população geral da importância que os motoristas têm na segurança das rodovias”, destacou o assessor de comunicação da VIAPAR, Marcelo Bulgarelli, informando que podem participar grupos de três a cinco integrantes. “Apenas uma campanha pode ser apresentada por concorrente”.

Haverá também um prêmio para o  professor orientador do trabalho vencedor. Todos os participantes vão receber certificado.

SERVIÇO

O edital do concurso pode ser visualizado no site www.educriacao.com.br. Os vencedores vão ser conhecidos no dia 9 de junho, no Della Re Buffet e Eventos, em Maringá.

Fonte – Assessoria de comunicação da VIAPAR de 05 de maio de 2017

Rodovias devem receber mais veículos no feriadão

A expectativa da concessionária VIAPAR é de que o fluxo de veículos seja entre 10% e 15% maior em comparação com dias normais

Pela terceira semana seguida os brasileiros terão um feriado prolongado. É que na segunda-feira (1) se comemora em todo o país o “Dia do Trabalho”. Apesar da previsão de temperaturas mais amenas e da proximidade com outras datas festivas a expectativa da concessionária VIAPAR é que o fluxo nas rodovias seja entre 10% e 15% maior em comparação com dias normais. A BR-376, sentido Maringá/Londrina e Maringá/Paranavaí deverá ser a mais utilizada.

O movimento deve aumentar já a partir das 17 horas desta sexta-feira (28). Na manhã de sábado (29) e na noite de segunda o fluxo também deve ser grande. “A orientação é que os motoristas respeitem a sinalização e os limites de velocidade. Da mesma forma as crianças devem ser transportadas nas cadeirinhas e os motoristas não devem ingerir bebidas alcoólicas”, orientou o supervisor do Centro de Controle e Operações (CCO) da VIAPAR, Ronaldo Parpinelli, lembrando ainda sobre a ultrapassagem em locais proibidos.

Segundo ele, apesar de as equipes da empresa estarem de plantão durante as 24 horas, os motoristas devem revisar os veículos antes de pegar a estrada. Outra dica é programar a viagem. Por meio das câmeras da VIAPAR, disponibilizadas no site da empresa, o usuário pode verificar o fluxo e o clima dos trechos a serem percorridos. “Como vários segmentos estão em obras os usuários devem redobrar a atenção ao passar por estes locais para que acidentes sejam evitados”, completou Parpinelli.

Cansaço

A concessionária dispõe de sete unidades do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), locais que contam com sala para descanso climatizada, água gelada, banheiros, fraldário e internet. Para mais informações acesse www.viapar.com.br ou ligue para o telefone 0800 601 6001.

Fonte – Assessoria de comunicação da VIAPAR de 27 de abril de 2017

Movimento será maior a partir de quinta-feira (13)

A expectativa da empresa é que o fluxo de veículos aumente 20% em comparação com dias normais

No domingo (16) é dia de Páscoa, data em que muitas pessoas aproveitam para viajar, aliás, é o feriado que mais leva pessoas às estradas durante todo o ano. Conforme dados da concessionária VIAPAR, empresa responsável pela administração de rodovias nas regiões Norte, Noroeste e Oeste do Paraná tem sido assim nesta época. A expectativa da empresa é que o fluxo de veículos aumente 20% em comparação com dias normais.

Este acréscimo já deve ser notado a partir das 17 horas da quinta-feira (13), quando as pessoas começam a sair em viagem e na sexta-feira (14) pela manhã. “Um volume grande também é esperado para a tarde e noite de domingo, quando os usuários retornam para suas casas”, projetou o supervisor do Centro de Controle e Operações (CCO) da VIAPAR, Ronaldo Parpinelli. “É importante que antes de pegar a estrada os motoristas revisem os veículos e programem a viagem, fugindo dos horários com maior movimento. Eles também devem respeitar os limites de velocidade e a sinalização para evitar acidentes”.

Acredita-se que rodovia mais movimentada será a BR-376, sentido Maringá/Paranavaí. Muitas pessoas devem aproveitar o feriadão para se deslocar até o extremo Noroeste do Estado, nos condomínios de lazer às margens do rio Paraná. “Como já é de costume todo o efetivo da empresa estará de plantão para prestar o melhor atendimento ao usuário”, completou Parpinelli.

Fonte – Assessoria de comunicação da VIAPAR de 11 de abril de 2017

Educriação: inscrições até 22 de maio

Um dos mais importantes concursos para estudantes de Comunicação oferece prêmios em dinheiro e um upgrade no portfólio

Conecte as ideias e solte sua criatividade. Foi dada a largada para o Educriação 2017, prêmio criado pela concessionária de rodovias VIAPAR para universitários de comunicação (jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas, multimeios e afins) e marketing. Uma oportunidade para que mostrem o talento e recebam um upgrade no portfólio. Além disso, os três melhores trabalhos vão faturar prêmios em dinheiro (veja os valores abaixo). As inscrições prosseguem abertas até às 23h59m do dia 22 de maio.

Nesta 7ª edição os temas propostos são: respeitos às sinalizações de trânsito, revisões veiculares, uso obrigatório do cinto de segurança, uso obrigatório do capacete, distância mínima de 30 metros entre os veículos e atenção com animais na pista. Todos os trabalhos apresentados serão avaliados conforme os seguintes critérios: conceito e criatividade; fidelidade ao briefing; meios e técnicas utilizadas; qualidade visual; nível de persuasão. O júri será constituído por profissionais, sendo representantes da VIAPAR, da agência de publicidade que atende a empresa e profissionais convidados de marketing, criação e produção.

Os trabalhos devem ser compostos em caráter de campanha, considerando os seguintes meios de comunicação: outdoor, rádio, jornal e filme publicitário. É obrigatória a apresentação de uma peça para cada meio. “O maior desafio é conscientizar a população geral da importância que os motoristas têm na segurança das rodovias”, destacou o assessor de Comunicação  da VIAPAR, Marcelo Bulgarelli, informando que podem participar grupos de 3 a 5 integrantes, sendo da mesma turma. Cada concorrente pode apresentar apenas uma campanha. O assessor ressalta que os estudantes desenvolvem apenas o projeto, mas todos os custos de produção da campanha são de responsabilidade da concessionária.

SERVIÇO – As inscrições podem ser realizadas no site educriação . Já as peças deverão ser enviadas apenas via site. Para mais informações basta entrar em contato com a Assessoria de Comunicação da VIAPAR, pelo telefone 44 3033 6000. Os vencedores vão ser conhecidos no dia 9 de junho, no Della Re Buffet e Eventos, em Maringá.

Prêmio

1º lugar – R$ 2.000,00

2º lugar – R$ 1.500,00

3º lugar – R$ 1.000,00

O professor orientador do trabalho vencedor em 1º lugar [sendo apenas um por grupo] receberá o prêmio no valor de R$ 700,00. Todos os participantes vão receber certificado de participação.

Fonte – Assessoria de comunicação da VIAPAR de 07 de abril de 2017