VIAPAR INFORMA

Nesta terça-feira (14/03), a concessionária estará complementando os trabalhos de içamento de uma viga da passarela – em fase de construção – em Marialva.

O Horário previsto será após às 8h com parada momentânea de 15 a 20 minutos e com término às 11h.

O local é o mesmo divulgado anteriormente (BR 376, Km 187+880), entre Sarandi e Marialva, antes do posto da Polícia Rodoviária Federal.

Fonte – Assessoria de comunicação da VIAPAR de 13 de março de 2017

Começa a temporada da Oficina de Trânsito

Mais de 42 mil pessoas já foram beneficiadas pelo projeto, inclusive, muitas já estão com a habilitação em mãos

Foram iniciadas nesta quinta-feira (9) as aulas da Oficina de Trânsito da VIAPAR [em 2017], projeto realizado pela concessionária de rodovias em parceria com a Prefeitura de Maringá (Secretaria de Mobilidade Urbana) e o Instituto Renault. Um trabalho de conscientização para um trânsito mais humano e seguro. Participaram da dinâmica inaugural, pela manhã, 30 crianças da Escola Municipal Oscar Pereira dos Santos, do Jardim Industrial, Maringá.

Um deles foi o pequeno Murilo Balbino Otávio, de oito anos. Ele ficou muito alegre ao ser um dos primeiros a guiar o veículo elétrico pela rodovia infantil. “Foi muito divertido participar dessa aula, algo que eu nunca mais vou esquecer. Além do passeio, o guarda ensinou todas as leis de trânsito, inclusive o que significa cada placa”, comentou. “Aulas como estas poderiam ser realizadas com mais frequência pela escola”.

Quem também gostou da iniciativa pratica foi a pequena Camile Fernanda Bussaki, oito anos. “É a primeira vez que participo de uma aula como esta. É bem mais gostoso que imaginei”, disse ela, destacando que, a partir de agora, vai cobrar mais responsabilidade dos pais. “O transito está bem perigoso, com muitos acidentes e pessoas feridas. Isso precisa mudar, a começar pela gente”.

EXEMPLO

Para a professora da turma, Francisca Maria Lopes, iniciativas como esta merecem ser parabenizadas. “Um trânsito seguro só começa com educação na raiz, com as crianças ainda pequenas. Isso potencializa que no futuro sejam bons motoristas”, avaliou. “Trabalhamos o conteúdo de forma teórica nas salas de aula e este modelo pratico reforça ainda mais a mensagem. A criança é trazida para um ambiente real”.

SOLENIDADE

O evento de lançamento contou com a presença de diretores e colaboradores da concessionária VIAPAR, prefeitura de Maringá, além de autoridades e empresários da região. “É uma alegria muito grande ver que essa parceria entre o poder público e privado tem caminhado tão bem. Só por meio da educação é possível melhorar os índices em nossas estradas, ruas e avenidas”, comentou o secretário de Trânsito de Maringá, Gilberto Purpur.

Lembrando que este projeto já é executado pela empresa há 14 anos, atendendo não apenas escolas públicas como particulares. “Mais de 42 mil crianças já passaram por aqui e, hoje, muitas delas já estão com habilitação em mãos. Agradeço a prefeitura de Maringá e a Renault pela parceria”, frisou o presidente da concessionária de rodovias VIAPAR, Camilo Carvalho. “Além das crianças do ensino fundamental, aulas ministradas pessoas da terceira idade e da APAE”.

SERVIÇO

Para agenda uma aula basta ligar no telefone (44) 3033-6137

Mais informações no site www.viapar.com.br.

Fonte – Assessoria de Comunicação da VIAPAR de 09 de março de 2017

São abertas inscrições para o 4º VIAPAR Cultural

Nesta edição vão ser distribuídos R$ 200 mil para os quatro melhores projetos

 

Chegou um dos momentos mais aguardados pelos produtores culturais de Maringá e região. É que acaba de ser lançado o 4º VIAPAR Cultural, concurso sob a responsabilidade da concessionária de rodovias e do Instituto Cultural Ingá (ICI). Neste ano, vão ser distribuídos R$ 200 mil para Os quatro melhores projetos. Uma iniciativa marcada pela disseminação de projetos regionais que promovam atrações artísticas e acesso a cultura. As inscrições tiveram início em 6 de fevereiro e prosseguem até 28 de abril.  

 

Neste ano edital buscará um formato específico de projetos, ou seja, aqueles concebidos no formato de festivais, mostras, festas ou salões nos segmentos de artes visuais, audiovisual, circo, dança, literatura, música erudita/instrumental, ópera, patrimônio cultural (material ou imaterial) e teatro. “São iniciativas que, dentre tantas possibilidades, podem potencializar as ações artísticas e culturais para que cheguem ao maior número de espectadores e cidades”, frisou o diretor executivo do ICI, Miguel Fernando. “Muitos produtores ficam aguardando o lançamento do edital para entender as exigências, de modo estruturar seus projetos ou, até mesmo, conceber novas ideias que possam ser viabilizadas com os recursos desta fonte de financiamento”.

 

Podem participar: toda pessoa física ou jurídica residente há, pelo menos, dois anos nas cidades da malha rodoviária atendida pela VIAPAR nas regiões Norte, Noroeste e Oeste do Paraná. Lembrando que o proponente precisa estar com o projeto aprovado ou em vias de aprovação pela Lei Rouanet do Ministério da Cultura (MinC). A avaliação será feita por uma comissão composta por 11 integrantes de várias instituições ligadas a produção de arte no Paraná. Os projetos vão ser apreciados por meio de seis critérios, além do currículo do proponente. Será permitida uma inscrição por pessoa. As ideias aprovados deverão se apresentadas em pelo menos três cidades do Paraná, a partir de junho.

Até o momento o VIAPAR Cultural já distribuiu R$ 650 mil para mais de 25 projetos culturais. Porém, as ações em prol da cultura vão bem além. Há 16 anos a empresa tem contribuído de forma direta com diversas iniciativas. “O VIAPAR Cultural é a forma que encontramos para atender os produtores culturais de toda a região que sempre nos procuram. Isso mostra a identificação da empresa com a cultura e a comunidade”, finalizou o assessor de imprensa da concessionária, Marcelo Bulgarelli.

 

Serviço

As inscrições podem ser feitas no site www.institutoculturalinga.com.br (aba “Viapar Cultural”). Mais informações pelo telefone (44) 3025-9595.

Fonte – Assessoria de Comunicação da VIAPAR 08 de março de 2017

A partir de sexta-feira rodovias devem ficar mais movimentadas

A BR-376, sentido Maringá/Paranavaí (Rio Paraná) e Maringá/Apucarana (litoral), devem receber o maior número de veículos

O movimento nas rodovias paranaenses será maior neste período de Carnaval. Conforme estimativa da concessionária VIAPAR, empresa responsável pela administração de estradas nas regiões Norte, Noroeste e Oeste do Estado, o fluxo deverá ser entre 15% e 20% acima do registrado em dias normais. Este acréscimo já ocorrerá no final da tarde de sexta-feira (24). No retorno, na terça-feira (28), o trânsito também deverá ser intenso.

A BR-376, sentido Maringá/Paranavaí (Sentido Rio Paraná) e Maringá/Apucarana (Sentido litoral) devem receber o maior número de veículos. “A orientação é que haja conscientização dos motoristas no sentido de jamais combinar álcool e direção, que respeitem a sinalização, principalmente com relação aos limites de velocidade e ultrapassagens proibidas. A VIAPAR, como sempre, estará com suas equipes de socorro, tanto pré-hospitalar, como inspeções de tráfego, guinchos, boiadeiros, às 24 horas do dia, para atender as ocorrências”, informou o operador líder do Centro de Controle e Operações (CCO) da empresa, Olices Gazin Dias.

E para que a viagem seja tranquila é importante que o veículo esteja revisado. Outra orientação, segundo ele, está relacionada ao cansaço durante as viagens. “Caso o usuário precise parar a concessionária dispõe de várias unidades do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) com local para descanso climatizado, banheiros, fraldário, bebedouro, internet, além de uma atendente para esclarecer possíveis dúvidas”, completou Dias. “Também é importante que a viagem seja programada. No site da empresa o usuário pode verificar o fluxo e as condições climáticas”.

SERVIÇO – As unidades do SAU da concessionária estão localizadas em Floresta (km 127 da PR-317), Arapongas (km 178 da BR-369), Presidente Castelo Branco (km 148 da BR-376), Campo Mourão (km 377 da BR-369), Ubiratã (km 447 da BR-369), Corbélia (Km 493 da BR-369) e Mandaguari (Km 200 da BR-376). O site da VIAPAR é o www.viapar.com.br. Por meio dele a empresa também oferece atendimento online. Já o telefone para emergências é o 0800 601 6001.

Fonte – Assessoria de Comunicação da VIAPAR de 23 de fevereiro de 2017

Colaboradores da VIAPAR doam sangue em Maringá

Eles paralisaram as atividades em um ato de amor ao próximo

Um ato em prol da vida. Na manhã desta terça-feira (21) colaboradores da concessionária de rodovias VIAPAR interromperam as atividades para doar sangue no hemocentro do Hospital Universitário Regional de Maringá (HUM). Um deles foi o almoxarife, Adenilson Adalberto Mechelini. “É um gesto de amor ao próximo, além de uma necessidade, principalmente nesta época de festas quando a demanda aumenta bastante nos bancos de sangue”, comentou.

Quem também não mediu esforços para participar desta ação voluntária foi a assistente administrativo, Yara Maria Ferreira, a qual trabalha no departamento de engenharia da VIAPAR: “É a primeira vez que vou doar. Minha mãe sofreu com uma grave doença e precisou tomar muito sangue, agora é minha vez de ajudar outras pessoas”.

Segundo a enfermeira do trabalho da concessionária, Daiana Cristina Nunes Cavalieri, cada bolsa de sangue pode ajudar a salvar até três vidas, uma vez que se retira o plasma, hemácias e as plaquetas. “Com esta iniciativa queremos conscientizar os colaboradores sobre a importância da doação de sangue e mostrar que a empresa está engajada em causas sociais”, convidou.

A assistente social do hemocentro do HUM, Teresa Maria Pauliqui Peluso, revelou que a unidade necessita de 40 a 50 doadores, diariamente, para que seja feita a manutenção dos estoques. “Existem componentes que vencem em cinco dias, por isso a importância da frequência na doação e de iniciativas como esta. Esse sangue serve para atender 30 hospitais de Maringá e região”, informou. “Todas as pessoas que tiverem entre 16 e 69 anos podem se candidatar a doar”

Lembrando que menores de idade necessitam de um acompanhante legal. O doador também precisa estar em boas condições de saúde, não fazer o uso de determinados medicamentos, pesar acima de 50 quilos, estar descansado e alimentado.

Fonte – Assessoria de comunicação da VIAPAR de 21 de fevereiro de 2017

VIAPAR INFORMA – Içamento de vigas na rodovia

Na próxima quarta-feira (22/02), a VIAPAR fará o  içamento das vigas de uma passarela em fase de construção  na BR 376 (Km 187+880),  município de Marialva (entre  Sarandi e Marialva).

As interdições serão momentâneas por diversas vezes durante o dia, com duração média de 20 minutos.

Fonte – Assessoria de Comunicação da VIAPAR de 20 de fevereiro de 2017

VIAPAR informa: Sarandi – alteração no tráfego no trecho em obras

A Concessionária de Rodovias VIAPAR comunica aos usuários da BR-376 que passarem pelo município de Sarandi, sobre uma alteração do tráfego no local onde a empresa está executando a construção de um viaduto no cruzamento das Avenidas Londrina e Borsari Neto.

De acordo com a empresa, a partir das 7h do dia 24 (quinta-feira), o trânsito da Av. Ademar Bornia, que vem recebendo atualmente o fluxo de veículos no sentido Marialva-Maringá, será desviado para dentro da obra de rebaixamento. Essa mudança, com a consequente interdição da Av. Ademar Bornia, deve demorar cerca de três dias e é necessária para que seja feita a conexão daquela via ao viaduto.

Posteriormente, em data ainda a ser informada, haverá a interdição da pista do outro lado (sentido Maringá-Marialva), sendo o tráfego, igualmente, desviado para dentro da obra de rebaixamento da rodovia.

A VIAPAR ressalta que o local receberá adequada sinalização e recomenda atenção e prudência aos motoristas.

Fonte – Assessoria de comunicação da VIAPAR de 22 de novembro de 2016

Mudas frutíferas são plantadas no Bosque das Grevíleas de Maringá

Parceria da Funverde com a VIAPAR: mais de mil arvores no Bosque Sensorial

Ao todo, já foram cultivadas mais de 1.000 árvores de 100 espécies com apoio da VIAPAR

Quem visita o Bosque das Grevíleas em Maringá, de longe estranha ao ver alguns pontos brancos em meio às árvores. Isso nada mais é do que vida. São novas plantas crescendo em meio às velhas árvores que compõem o cenário. No lugar de cada grevílea morta a Organização Não Governamental FUNVERDE cultiva uma nova, no caso, uma espécie frutífera. Um trabalho invisível realizado faz sete anos. Para isso a instituição recebe o apoio da concessionária de rodovias VIAPAR, a qual também ampara outros projetos ambientais da ONG.

Ao todo, já foram cultivadas mais de 1.000 árvores somente no espaço, chegando a 3.500 ao final do projeto Bosque Sensorial. “É uma forma de mostrar, principalmente para as crianças que frequentam o local, que existem outras frutas além de maça e banana. Caqui, pitanga, ingá, abacate e manga são algumas das mais de 100 espécies plantadas ali onde as pessoas sempre realizam piqueniques. Sem o apoio da concessionária nada disso sairia do papel, uma parceria de quem quer fazer, com quem pode fazer”, declarou a instituidora e voluntária da FUNVERDE, Ana Domingues.

Recentemente a ONG também cultivou quase 30 mudas de Ipê Roxo na sede da VIAPAR, em Maringá. Elas foram plantadas no espaço onde atualmente é realizado o projeto da Oficina de Trânsito, bem ao lado do Bosque do Trabalhador, outro plantio coordenado pela FUNVERDE. Em paralelo a concessionária auxiliou esta mesma instituição no plantio de 40 mil árvores as quais ajudam a reflorestar a mata ciliar em quatro rios de Maringá. E se você pensa que as ações ambientais da empresa param por ai está enganado.

Preocupada com a preservação da natureza a VIAPAR mantém diversos outros programas ecológicos. Um deles consiste no recolhimento de lixo às margens das estradas administradas nas regiões Norte, Noroeste e Oeste do Paraná. A parte são realizadas ações voltadas para o descarte correto de componentes eletrônicos e lâmpadas fluorescentes. “Além disso, recentemente a concessionária plantou 610 árvores nativas nas alças do contorno de Campo Mourão”, frisou o engenheiro de Segurança, responsável pela Gestão Ambiental da VIAPAR, Guilherme Giandon.

Neste caso, as mudas foram fornecidas pelo viveiro do município e o cultivo realizado em parceria com o Instituto Ambiental do Paraná (IAP).

Fonte – Assessoria de Comunicação da VIAPAR de 30 de agosto de 2016

Nota da FUNVERDE – As árvores foram adquiridas no Viveiro Tangará – fone 44 3266 6110 -, onde adquirimos as árvores para todos os nossos projetos desde 2004. Sempre se mostraram eficientes e confiáveis.