skip to Main Content

Projeto Mata Ciliar FUNVERDE – 25 de novembro de 2006 – sábado

Hoje fomos ao ETE – estação de tratamento de esgoto bom, o sem cheiro, com tecnologia, o que queremos que os outros dois se transformem, em curtíssimo prazo.

No post do dia 11 fomos visitar o ETE péssimo, um dos dois horríveis, porque maringa tem três ete, dois pré-históricos e outro que inaugurou há pouco tempo, do século 21. Fiz alguns comentários que várias pessoas interpretaram como denúncia, recebemos vários comentários nos apoiando pela denúncia.

Torno a dizer que a FUNVERDE não denuncia, resolve problemas. Lembrando aquele ditado popular que diz que “até um pé na bunda te leva para frente”, quem sabe a SANEPAR não precise de um pé na bunda para que transforme o mais rápido possível as duas outras ETE em algo que funcione, como a terceira.

O problema é que depois que se dá descarga, ninguém quer saber para onde vai a merda, se esquecendo que vai para os rios, que pelo menos em Maringá, é captada água que vai para a torneira.

Ok, você pode dizer que a água de Maringá é captada antes da estação de tratamento de esgoto, mas pense um pouco, onde nasce o Rio Pirapó? Apucarana, onde também se gera merda. E as outras cidades antes de chegar em Maringá? E as outras cidades que utilizam a água do Pirapó depois de Maringá?

Deu nojo? Transforme o nojo em ação, vamos nos mobilizar e exigir que todas as estações de tratamento de esgoto de Maringá tenham tecnologia, afinal é só lembrar do valor que você paga da água consumida você adiciona mais 80% do tratamento do esgoto. Estamos pagando sem reclamar, certo? Então chega de só deveres, vamos exigir nossos direitos.

Queremos não só água tratada, mas esgoto também.

O Lorenso Cassaro da SANEPAR muito gentilmente nos guiou na visita – primeira alegria, o lugar não tem cheiro de merda – nos apresentando todos os equipamentos e dando uma aula de como funciona a tecnologia.

Esse é um representante da SANEPAR cidadão, preocupado com os problemas ambientais. Faz parte do COMDEMA – conselho de defesa do meio ambiente de Marigá, do Instituto da Árvore e sempre que procurado pela FUNVERDE com questionamentos, nos atende prontamente, inclusive nos casos em que estamos fazendo a mata ciliar e encontramos algum ponto de esgoto caindo dentro do rio, enviando equipes para solucionar os problemas.

Nos encontramos na catedral para encher os carros e usar menos combustível por pessoa.

Esteira que retira a parte sólida que é despejada em caçamba.

A chegada da merda in natura.

A primeira piscina de decantação.

Lugar de mais filtragens.

A última piscina, antes de devolver a água tratada para o rio.

Aí, caiu uma tempestade e fomos todos nos abrigar no local onde é colocado o lodo tratado – calma, não tem cheiro.

Só o Claudio e o Lorenso tiveram coragem de ir ao rio para tirar fotos do local onde é despejada a água tratada, por aquilo foi um temporal.

Conclusão – Tem dois ETEs que devem ser atualizados imediatamente para ficarem como este ETE. coisa que sozinha, por vontade própria garanto que a SANEPAR vai demorar para fazer, afinal é uma empresa, visa lucro, investimento é despesa. Lembra do pé na bunda a que me referi no começo do post? Então, você acha que quem é que vai dar? O Governo? Não mesmo, nós, pessoas do segundo e terceiro setor é que devemos nos mobilizar, fazer pressão junto ao Ministério Público, IAP, prefeitura de Maringá, vereadores e sei lá mais onde. Quem souber, nos avise. E quem quiser, por favor, junte-se se a nós, mande comentários, sugestões, porque mesmo sem você vamos agir, mas se formos em muitos, o trabalho fica mais leve, dá mais força.

De novo, mais uma vez, again, pagar os inumeráveis impostos não quer dizer nada, nada vai acontecer, é só ver como está o país, com os nossos estamos engordando leitoezinhos magros e mantendo os porcos velhos no luxo.

Não é um discurso de esquerda, afinal somos capitalistas, a favor de quem está protestando por que os aviões estão se atrasando, porque são estas pessoas que com seu trabalho e impostos mantém os excluídos, mas o problema são os políticos que estão concentrando riqueza como nunca, nesta roubalheira descarada, não construindo nada, é só ver a educação, a saúde, o ambiente. Nós temos que entender que o poder é nosso, só nos podemos mudar este cenário vergonhoso e temos que começar em nossa casa, em nossos quintais e fundos de vale.

Este Post tem 2 Comentários
  1. estudo na universidade UNILESTEMG faço curso de administraçao, meu grupo da aula de laboratorio II estamos montando um projeto sem fins lucrativo para entidades carentes mas meu grupo escolheu trabalhar com o meio ambiente escolhemos pois decantaçao para oficinas, e como recolher o oleo como é vendido para q este nao seje liberado no meio ambiente trabalho em uma empresa que tem a decantaçao e o oleo é vendido mas tem muitas oficinas e empresas que nao conhecem .
    gostaria de contar com sua ajuda com folders informativos
    desde ja agradeço

Deixe uma resposta

Back To Top