skip to Main Content

Califórnia aprova proposta de energia limpa para ajudar nas condições climáticas extremas

Reuters – 24 de junho de 2021 – Turbinas eólicas de 2,37 megawatts (MW) da Siemens são vistas na Instalação de Energia Eólica Ocotillo, Califórnia, EUA, em 29 de maio de 2020. Foto REUTERS / Bing Guan

Os reguladores da Califórnia aprovaram na quinta-feira uma proposta que exigirá que as concessionárias comprem mais energia limpa, uma medida apoiada por grupos ambientalistas.

Segundo a proposta, as concessionárias terão que comprar pelo menos 11.500 megawatts (MW) de capacidade de emissão zero ou recursos renováveis ​​entre 2023 e 2026, o que é suficiente para abastecer cerca de 2,5 milhões de residências.

O pedido permitirá que o estado responda melhor a eventos climáticos extremos e substitua a capacidade que se espera perder com a aposentadoria da usina nuclear de Diablo Canyon em 2024-2025 e de várias usinas de gás natural no meio desta década.

Esta é a aquisição de maior capacidade solicitada de uma só vez pela California Public Utilities Commission (PUC) e a maior que requer apenas recursos limpos.

A última proposta substituiu projetos anteriores que foram contestados por grupos ambientalistas porque pediam que as concessionárias comprassem até 1.500 MW de capacidade de geração por meio de combustíveis fósseis.

O gás natural é o principal combustível fóssil usado no mercado de energia da Califórnia.

A mudança climática está causando uma seca extrema, incêndios florestais recordes e ondas de calor em todo o oeste dos Estados Unidos e também desestabilizou a rede elétrica da Califórnia junto com a adição de energia solar e eólica renováveis ​​intermitentes nos últimos anos.

No verão passado, as concessionárias no Golden State impuseram blecautes rotativos que deixaram mais de 400.000 casas e empresas sem energia por até 2 horas e meia, quando o fornecimento de energia faltou durante alguns dias quentes de agosto.

Isso foi apenas uma fatia dos quase 40 milhões de habitantes da Califórnia, mas pode acontecer novamente neste verão, já que as concessionárias dependem cada vez mais de fontes renováveis ​​de energia, enquanto o estado busca eliminar a energia de combustíveis que emitem carbono até 2045.

Na semana passada, o ISO da Califórnia, que opera a rede elétrica em grande parte do estado, pediu aos consumidores que economizem energia para evitar interrupções temporária de energia durante a onde que calor que assola o país.

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top