skip to Main Content

Milho transgênico sofre mais uma derrota na Europa

Decisão da Hungria de não permitir o plantio em suas terras é apoiada por diversos ministros do Meio Ambiente da União Européia.

Ministros do Meio Ambiente dos países-membros da União Européia decidiram esta semana apoiar a luta da Hungria contra o milho transgênico MON810, da Monsanto.

Com o voto favorável deles, o governo húngaro ganhou o direito de impedir o plantio de organismos geneticamente modificado (OGMs) sempre que estiver em dúvida sobre a segurança deles – como aconteceu agora no caso do milho.


“A decisão é importante porque vai na linha da opinião pública européia. Esperamos que um dia a Comissão Européia também coloque o interesse público antes do interesse do agronegócio americano e de seus lobistas em Bruxelas e na Organização Mundial do Comércio (OMC)”, afirmou Marco Contiero, do Greenpeace Europa.

Evidências científicas publicadas por autoridades austríacas e húngaras mostram que o milho MON810 tem efeitos nocivos em plantas e animais europeus.

Agricultores convencionais e orgânicos da Europa estão cada vez mais expostos à contaminação por plantações geneticamente modificadas, segundo revelou o relatório publicado pelo Greenpeace e GeneWatch, que cataloga os casos ocorridos em todo o mundo nos últimos 10 anos. (Greenpeace)

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top