skip to Main Content

… todas as pessoas que vão pagar o preço da mudança climática a partir de agora já nasceram, não é mais coisa para o futuro

Ouça os comentários do Sérgio Abranches – ecopolítica, na CBN.

Este eu tive que transcrever, porque finalmente a economia está sendo afetada e agora sim, haverá uma mobilizaçção para conter o efeito estufa. Se não for por amor, que seja pelo bolso.

by twaalff

A europa teve um natal muito quente este ano. Mas não foi por causa de animação não, foi porque estava quente mesmo por causa da mudança climática. E foi um natal sem neve, o que é uma coisa rara na experiência dos europeus.

Em várias estações de esqui clássicas, por exemplo, não está tendo neve para esquiar. Está havendo muito prejuizo econômico exatamente porque os pacotes que se fazem nesta época para as pessoas esquiarem na europa estão deixando de ser pagos.

E Londres, que está acostumada a fazer a sua ceia de natal a -5ºC esse ano fez uma ceia a +5ºC.

Na Lapônia que é considerada a casa do papai noel, deveria estar cobertíssima de neve num frio de -20ºC, os termômetros marcaram nesta ceia de natal +3ºC, sem neve e sem trenós. Isso é sinal suficiente de que alguma muito esquisita está acontecendo com o clima no mundo.

A Inglaterra vai ter este ano o ano mais quente desde que os termômetros começaram a medir a temperatura na Inglaterra, que foi em 1640.

Desde 1640 esse é o ano mais quente da história da Inglaterra.

O ano de 2005 foi o mais quente da história.

Em 2003 a europa teve uma onda violentíssima de calor, morreram muitas pessoas.

Está claro que a regra agora é mais quente, é mais calor, é a Terra mais quente e isso deveria servir de alerta para todos nós.

Espero que um natal quente desses, sem neve visível em vários lugares, New York também não tem um traço branco do natal, esse ano sirva de alerta aos governantes, aos empresários, aos cidadãos nas mãos de quem está a diferença entre deixar que a mudança climática continue a acontecer e começar a agir seriamente já em 2007 para que haja uma redução do ritmo de mudança com a redução dos gases de efeito estufa.

Isso está ao nosso alcance, nós podemos fazer e nesses últimos dias do ano de 2006 todos nós pensamos um pouco nos nossos filhos, nos nossos netos, nos nossos bisnetos, porque agora trata-se disso, todas as pessoas que vão pagar o preço da mudança climática a partir de agora já nasceram, não é mais coisa para o futuro.

E esse natal sem neve é apenas uma das primeiras marcas, das menos dolorosas, do que pode vir por aí. (CBN)

 

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top