skip to Main Content
A Insana Aventura Do Peixe

A insana aventura do peixe

The Sun – Ben Leo

O bacalhau capturado no Atlântico Norte é enviado à China para processamento e volta para ser consumido na Grã-Bretanha.

Peixe fresco capturado na Grã-Bretanha faz uma viagem de ida e volta de 16.000 quilômetros antes de ser vendido nos supermercados do Reino Unido

Os pescados são enviadas através do Mediterrâneo, Canal de Suez, Mar da Arábia, Baía de Bengala e Golfo da Tailândia para a China.

Os trabalhadores recebem cerca de R$ 10,00 por dia para fazerem o filé e o congelamento do peixe antes que ele seja transportado de volta, mais 8.000 quilômetros para a Grã-Bretanha, chegando dez semanas depois.

 Os trabalhadores recebem £ 2 por dia para filé e congelamento do peixe antes que ele seja transportado 5.000 milhas de volta para a Grã-Bretanha dez semanas depois

Tesco, Asda e Islândia vendem peixes do Atlântico, Pacífico e Alasca através de empresas chinesas. Eles dizem que os trabalhadores chineses são “especialistas em filetagem” e seus colegas britânicos simplesmente não têm as habilidades ou instalações físicas necessárias para atender ao mercado.

Bob Ward, do Centro de Emergência e Política para Mudanças Climáticas da London School of Economics, disse que o dano ambiental é “enorme”.

Ele criticou: “Eles enviam para a China porque o trabalho é mais baixo por lá – cerca de R$ 10,00 por dia.  “Francamente, isso está prejudicando o meio ambiente e também é desvantajoso para os trabalhadores locais que são mais bem pagos, eles podem fazer o mesmo trabalho no Reino Unido ou na Europa. Não faz sentido enviar para China.”

A China produz um terço da produção mundial de peixe.

A Grã-Bretanha não tem instalações de processamento para lidar com a demanda, dizem especialistas.  Um porta-voz da Islândia disse que as fábricas europeias “atualmente não conseguem igualar a China em qualidade ou preço”.  Um porta-voz da Tesco disse: “Nosso objetivo é fornecer aos nossos clientes alimentos acessíveis, saudáveis ​​e sustentáveis, incluindo peixes de fontes sustentáveis.”  “Alguns de nossos peixes são capturados em áreas sem as instalações e as habilidades certas para filetar e embalar peixes com eficiência, por isso são enviados para outro lugar, ajudando a reduzir o desperdício de alimentos e garantir que possamos oferecer a melhor qualidade e valor aos clientes”.

E Sainsbury acrescentou: “Estamos comprometidos com o fornecimento sustentável e vários fatores determinam onde um produto é processado”.

Original

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top