skip to Main Content

A comercialização da infância

Desde que nascemos, estamos aptos ao consumo. Consumo na verdade, é uma palavra que tem seu significado cercado de emblemáticas construções históricas, principalmente envolvendo o sistema capitalista que atualmente rege nosso mundo. O consumo hoje, situa-se muito mais no ato de comprar de maneira desenfreada, do que simplesmente o que necessitamos.

Pode parecer algo anti-ético, mas já existem (e como existem) especialistas em Marketing que tem a missão de fazer as crianças consumirem, adentrarem nessa bola de neve que seguirá rolando provavelmente até o fim da vida de cada um de nós. O melhor que podemos fazer com relação a esse cenário, é nos informar, ter a consciência do que está acontecendo e principalmente o porque está.

Consuming Kids: a comercialização da infância (2008), é um documentário que explica como as grandes corporações utilizam-se da infância para gerar lucros gigantescos, vendendo todo o tipo de produtos, muitas vezes, de forma desonesta, desumana e pouco ética, tornando-as vulneráveis na idade mais delicada de suas vidas.

Cada vez mais os brinquedos representam personagens de TV, reduzindo o poder de imaginação, deixando as crianças menos criativas. Cada vez mais substitui-se a brincadeira de rua pela tela de TV ou computador. Com isso as crianças estão tornando-se mais obesas e menos atentas. O número de casos de disfunção bipolar infantil é 4 vezes maior que há 30 anos atrás, sem falar em outras doenças crescendo assustadoramente nessa faixa etária como diabetes, depressão, hipertensão, etc.

Os comerciais de Fast-food, brinquedos, roupas, até mesmo automóveis para os pais são feitos utilizando-se de profissionais como psicólogos e antropólogos, desviando o ciência para uma única direção: o lucro.

Título – Consuming kids, the commercialization of childhood
Diretor – Adriana Barbaro / Jeremy Earp
País – EUA
Ano – 2008

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top