skip to Main Content
Elefantes No Lixão

Elefantes no lixão

O TEXTO É FRACO, MAS AS IMAGENS SÃO CHOCANTE. Até onde o ser humano irá maltratar os animais?

Por JOE DAVIES – Daily Mail

O dumbo no lixão –  imagens de partir o coração mostram uma manada de elefantes se alimentando no lixão de Sri Lanka – onde comem de tudo, inclusive plásticos.

Elefantes selvagens do Sri Lanka foram encontrados com produtos plásticos e polietileno não digestivo em seus estômagos após comerem lixo de um lixão que invadiu a selva.

Imagens comoventes dos elefantes em busca de comida em uma instalação de lixo em Oluvil foram capturadas pelo fotógrafo Tharmaplan Tilaxan, de Jaffna.

O depósito de lixo a céu aberto está situado nas selvas da província oriental e apresenta riscos para a população local de elefantes, que acidentalmente comem microplásticos nos dejetos.

Elefantes selvagens em Oluvil, Sri Lanka, foram encontrados com produtos de plástico e polietileno não digestivo em seus estômagos após comerem lixo em um depósito de lixo invadindo seu habitat
Elefantes selvagens em Oluvil, Sri Lanka, foram encontrados com produtos de plástico e polietileno não digestivo em seus estômagos após comerem lixo em um depósito de lixo invadindo seu habitat
Uma manada de 25 a 30 elefantes selvagens visita regularmente o depósito de lixo a céu aberto em busca de alimento, apresentando riscos à saúde

Uma manada de 25 a 30 elefantes selvagens é visita regularmente no depósito de lixo em busca de alimento, apresentando riscos à saúde dos animais.

Os elefantes caminham pelo grande lixão, que tem resíduos fornecidos por distritos como Sammanthurai, Kalmunai, Karaitheevu, Ninthavur, Addalachchenai, Akkaraipattu e Alaiyadi Vembu

Os elefantes caminham pelo grande lixão, que tem resíduos fornecidos por distritos como Sammanthurai, Kalmunai, Karaitheevu, Ninthavur, Addalachchenai, Akkaraipattu e Alaiyadi Vembu

O depósito de lixo a céu aberto está situado nas selvas da Província Oriental e representa riscos para a população local de elefantes, que acidentalmente comem microplásticos no lixo

‘Desde então, esses elefantes têm sido vistos a procura de comida em depósitos de lixo.’

O lixão fica próximo à floresta que faz fronteira com o distrito de Ampara e acredita-se que seja a causa do novo comportamento insalubre.

Um elefante olha para o enorme depósito de lixo aberto em busca de comida. O chão está cheio de sacos plásticos e resíduos perigosos

Um elefante olha para o enorme depósito de lixo aberto em busca de comida. O chão está cheio de sacos plásticos e resíduos perigosos

Dois elefantes comem em busca de comida no depósito, enquanto pássaros necrófagos se juntam para colher o que sobrou. Embora houvesse uma cerca erguida ao redor do lixão, agora ela está quebrada e não pode impedir que os elefantes entrem

Dois elefantes comem em busca de comida no depósito, enquanto pássaros necrófagos se juntam para colher o que sobrou. Embora houvesse uma cerca erguida ao redor do lixão, agora ela está quebrada e não pode impedir que os elefantes entrem

Um depósito de lixo situado perto de Ashraf Nagar perto da floresta (foto) na fronteira com o distrito de Ampara é considerado a causa do novo hábito pouco saudável

Com a ampliação do lixão, a floresta passou a ser coberta com sacos de polietileno, plásticos descartados e outros resíduos perigosos

Com a ampliação do lixão, a floresta passou a ser coberta com sacos de polietileno, plásticos descartados e outros resíduos perigosos

O lixão lentamente invadiu a floresta próxima, ficando fácil o acesso aos elefantes.

A manada de 25 a 30 elefantes agora acostumados a se alimentar tão perto do habitat humano também começou a invadir campos de arroz e vilas próximas em busca de mais comida

Três elefantes Oluvil estão próximos um do outro em seu habitat natural na selva. O lixão lentamente invadiu a floresta adjacente, tornando-se facilmente acessível aos elefantes

Grandes quantidades de poluentes não digeridos foram encontrados na excreção dos animais selvagens. As autópsias de elefantes mostraram produtos plásticos e polietileno não digestivo em seus estômagos

Grandes quantidades de poluentes não digeridos foram encontrados na excreção dos animais selvagens. As autópsias de elefantes mostraram produtos plásticos e polietileno não digestivo em seus estômagos

Resíduos de distritos incluindo Sammanthurai, Kalmunai, Karaitheevu, Ninthavur, Addalachchenai, Akkaraipattu e Alaiyadi Vembu são despejados lá

As autópsias de elefantes mostraram produtos plásticos e polietileno não digestivo em seus estômagos.

A manada de 25 a 30 elefantes agora acostumados a se alimentar tão perto do habitat humano também começou a invadir campos de arroz e vilas próximas em busca de mais comida, adicionando mais tensão ao relacionamento entre os moradores e os animais selvagens.

Uma série de discussões com autoridades e chegaram a algumas soluções – incluindo a construção de uma nova cerca reforçada ao redor do depósito de lixo – nenhuma ação foi tomada para evitar que os elefantes selvagens de Oluvil entrem nas áreas urbanas em busca de comida, principalmente em Lixões.

Os elefantes normalmente viajam mais de 19 milhas (30 quilômetros) por dia e semeiam até 3.500 novas árvores por dia.

Original

 

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top