skip to Main Content
Comprovada A Biodegradabilidade Do Plástico

Comprovada a Biodegradabilidade do plástico

A FUNVERDE apoia esta tecnologia a mais de dez anos e tivemos todos os laudos que comprovaram a eficácia desta tecnologia. Agora, a Queen Mary University fez mais um estudo e comprovou e eficácia deste aditivo.

Sempre dissemos que, o ideal é não usar, mas caso seja necessário, que utilizemos sempre plástico com vida útil programado. Evitar o plástico eterno. Quando usamos uma sacola plástica por no máximo uma hora, ela não pode ficar mais cem anos no ambiente. Isso é totalmente ilógico. 

Abaixo está a síntese do estudo traduzido.

Queen Mary University de Londres

Publica estudo comprovando a Biodegradabilidade do plástico.

A Symphony Environmental está muito satisfeita com a publicação de um novo estudo científico sobre plásticos oxi biodegradáveis. Este importante estudo da Queen Mary University London (“QMUL”) acrescenta peso às quatro décadas de pesquisas científicas que comprovam que os produtos de plástico contendo o aditivo d2w se tornarão biodegradáveis ​​muito mais rapidamente do que o plástico comum se entrarem no ambiente aberto no fim de sua vida útil que normalmente é de 30 minutos, e será então biodegradado por bactérias comumente encontradas no solo e no ambiente marinho. Este recém-lançado estudo QMUL foi conduzido pelo Dr. Rose, Richardson,  K.,  Latvanen, E., Hanson, C. e Sanders, I.  QMUL desenvolveu uma nova abordagem científica para a avaliação da biodegradabilidade de plásticos, monitorando a respiração bacteriana em meio aquoso, com plástico como a única fonte de carbono.

Os principais achados foram: O plástico oxi biodegradável demonstrou até 90 vezes mais biodegradação do que o plástico convencional, quando envelhecido pelo mesmo período de tempo.

O material degradado foi biodegradado por bactérias encontradas em solos e ambientes marinhos.

A redução do peso molecular é um fator crítico na taxa e extensão da biodegradação, mostrando que a biodegradabilidade aumenta à medida que o peso molecular diminui.

O uso de um catalisador pró-degradante, como o aditivo d2w, causou uma rápida redução do peso molecular.

As amostras de plástico testadas para biodegradação foram degradadas abioticamente em condições reais e laboratoriais.

Como esperado, o plástico oxi biodegradável não exposto não apresentou biodegradação significativa porque não houve redução no peso molecular, demonstrando que os produtos oxi biodegradáveis ​​são estáveis ​​em condições de armazenamento.

Michael Laurier, CEO da Symphony, disse:  “Levará muitos anos até que o lixo plástico seja reduzido a zero mesmo na Europa, e até então os produtos plásticos precisam ser atualizados com urgência na fabricação, usando a tecnologia d2w comprovada cientificamente produzido pela Symphony. Isto irá conferir um enorme benefício ambiental, assegurando que o produto não irá flutuar por décadas, mas será degradado por bactérias e estará de volta à natureza muito mais rapidamente.

Nunca tivemos dúvidas sobre a eficácia de nossa tecnologia, pois um dos criadores da tecnologia, o professor Gerald Scott, era nosso consultor científico, mas em novembro de 2018 pedimos a um ex juiz da Suprema Corte que revisasse todas as evidências científicas. A favor e contra, e ele confirmou a nosso ponto de vista”.

Veja aqui mais informações

Deixe uma resposta

Back To Top