skip to Main Content
Crescimento De Xangai Na China E O Impacto Ambiental

Crescimento de Xangai na China e o impacto ambiental

Fonte: Observatório da Terra

  • População (aglomeração urbana): 22,1 milhões
  • População (município): 17,8 milhões
  • Tamanho: 4.015 km²
  • Densidade: 5.500 pessoas por km²

A maior cidade da China começou como uma vila de pescadores. Mas isso já faz muito tempo… Hoje, Xangai é o principal centro comercial e financeiro da China Continental, além de ser detentora do maior porto de cargas do mundo.

Em 30 anos, Xangai foi de 8 milhões de habitantes para 27 milhões, tornando-se a maior cidade da China.

Em 1960, cerca de 110 milhões de chineses – ou 16% da população – vivia em grandes cidades. Em 2018, os números aumentaram para 820 milhões, com 59% da população vivendo em grandes cidades.

Coronavírus mata 362, e bolsa de Xangai reabre com queda de 8% | Exame

O aumento da urbanização iniciou-se na década de 1980, quando o governo chinês começou a abrir o país ao comércio e investimento estrangeiros. À medida que os mercados se desenvolveram em “zonas econômicas especiais”, as cidades foram transformadas em megalópoles em expansão.

Desde 1982, foram construídos 994km² de área urbana. Como comparação, isso é uma área um pouco menor que a de Belém do Pará, com 1 064,918 km². De 2000-2010, a China utilizou mais concreto que todo os Estados Unidos durante o século 20.

A partir da década de 1985, Xangai tornou-se um dos maiores centros de finanças do país e de toda a Ásia.

1984-1988


Contudo, o ritmo acelerado de desenvolvimento mudou os ecossistemas naturais de seu distrito, Huangpu. Diversas pesquisas mostram que o aumento do nível do mar, a erosão, a dragagem e a construção da infraestrutura acelerada tornam a área mais suscetível à desastres naturais.

Com o aumento de 5 metros do nível do mar, mais da metade da cidade é submergida.

Onde ficar em Xangai: melhores bairros e hotéis - Voali

A destruição de florestas e terras agrícolas para serem substituídas por concreto aumentou a temperatura da cidade significamente – um fenômeno conhecido como ilha de calor.

Pesquisadores chineses analisaram que a temperatura de algumas partes de Xangai aumentou em 81% entre 1984 e 2014. Por causa disso, a partir dos anos 2000, o governo investiu em grandes projetos de arborização para retardar o crescimento das ilhas de calor.

2013-2017

Apesar do ritmo acelerado da urbanização, há sinais de que o crescimento de Xangai está diminuindo comparado as décadas anteriores. Nos últimos anos, as autoridades disseram que limitarão a população da cidade a 25 milhões na esperança de aliviar a pressão sobre o meio ambiente, a infraestrutura e os serviços da cidade.

Original

 

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top