skip to Main Content

Desfile marca primeira etapa da produção de sacolas e bolsas ecológicas

CID2-SACOLASESCOLOGICAS

Foram 39 mulheres e um homem escolhidos nos Grupos Econômicos Solidários

Um desfile de moda encerra nesta sexta-feira, 8, a primeira etapa da produção de sacolas ecológicas, uma iniciativa da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Sete). Os quarenta participantes vão exibir ao público as sacolas e bolsas confeccionadas com o reaproveitamento de lonas usadas em banners e demais peças publicitárias, além de garrafas pet e tecido jeans.
O curso foi aplicado por técnicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Foram 39 mulheres e um homem escolhidos nos Grupos Econômicos Solidários para participar da capacitação.

O projeto Ecoart Sacolas Ecológicas foi desenvolvido pela Secretaria de Trabalho, por meio do Núcleo de Associativismo e de Economia Solidária. A base do projeto foi extraída de uma pós-graduação da servidora da Sete.

Por contar com uma moderna oficina de costura industrial e técnicos especializados, os Grupos Econômicos Solidários receberam do Senai treinamento sobre o corte correto das lonas, técnicas de costura industrial, combinação de material na produção das sacolas, entre outras informações.

Desfile de moda

Uma passarela será montada no auditório da Casa da Industria, para o desfile que está marcado para as 16 horas. O objetivo é permitir que os participantes do curso exibam ao público as sacolas e bolsas confeccionada durante o curso.

Empresários de vários segmentos, como supermercados, farmácias e comércio em geral foram convidados para o evento. A finalidade é fazer com que se tornem potenciais compradores dos produtos. Mas as sacolas também serão vendidas pelos Grupos Econômicos Solidários em feiras do produtor de Macapá e Santana.

“A produção dos participantes do curso, para o desfile, estará sob a responsabilidade dos alunos concluintes do curso de maquiagem do projeto Qualifica Amapá. É um momento especial na vida dessas pessoas que o Governo do Estado oferece em parceria com Senai. A partir de agora, eles têm a oportunidade de não só aprender uma nova profissão como abrir o próprio negócio e serem potenciais empreendedores”, afirmou a secretária da Sete, Marciane Santo.

Fonte – Diário do Amapá de 08 de julho de 2016

Deixe uma resposta

Back To Top