skip to Main Content

Dois produtos terão que alterar embalagens enganosas

Produtos maquiados – Marcelo Theobald

Empresas não conseguiram provar sustentabilidade

Em decisão unânime, o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) atendeu solicitação da Proteste e avaliou que o Fósforo Fiat Lux não tem comprovação ou certificação para manter a expressão “madeira 100% reflorestada” em sua embalagem.

A empresa não apresentou o selo de certificadora ambiental como o FSC ou Cerflor — além de não tornar acessível para o consumidor informações que o confirmariam. Terá que haver supressão da expressão “madeira 100% reflorestada”, bem como da figura.

Outro produto que na avaliação da Proteste faz “maquiagem verde”, apontando indevidamente um diferencial ambiental, é o Guardanapos de Papel Carrefour que traz na embalagem um símbolo verde com uma folha informando: “100% fibras naturais”.

O Conar acatou pedido da Proteste para tirar da embalagem tal informação porque fibra natural é comum a este tipo de produto e não cabe ser usado como diferencial para a escolha do consumidor. E as “fibras naturais” se referem às fibras celulósicas, que apesar de naturais, não representam nenhum tipo de benefício ao meio ambiente. Afinal, a produção de papel pode causar desmatamento, gasto de água e energia, além de poder emitir gases poluentes.

O Conar ainda julgará nesta terça-feira, processo ético envolvendo o saco de lixo Embalixo que alega ser de material reciclado, e fósforo Paraná, que se diz ecológico.

Nota do Instituto IDEAIS

Entidades e a justiça estão no rastro dos atributos ambientais sem comprovação.

Já existem procedimentos e inquéritos instaurados contra empresas relacionados à falsa rotulagem de produtos autodenominados biodegradáveis, ecológicos, renováveis etc, por exemplo, embalagens plásticas, inclusive sacolas.

A boa notícia é que por conta disto tem aumentado em muito a valorização de selos ecológicos do tipo I, por exemplo o selo FSC para papel e o ABNT PE 308 de qualidade ambiental para aditivos plásticos oxibiodegradáveis. Também são muito importantes as certificações e selos da OPA e do IDEAIS.

Estas são as formas para você se prevenir contra os falsos plásticos biodegradáveis.

Plásticos biodegradáveis produtos ecológicos desde que com o selo de certificação impresso, e acompanhando da correspondente certificação numerada.

Abaixo o selo de qualidade ambiental da ABNT PE-308 acreditado pelo INMETRO. Ele deve estar sempre acompanhado de numeração e certificação.

Evite problemas. Exija do seu fornecedor a certificação ABNT para os plásticos fabricados com aditivos certificados pela ABNT em conformidade com a norma PE-308.01.

Abaixo selos da OPA e IDEAIS que também devem estar acompanhados das certificações emitidas por estas entidades.

Fonte – O Globo

Boletim do Instituto IDEAIS de 01 de junho de 2016

Instituto Ideais
www.i-ideais.org.br
info@i-ideais.org.br
+ 55 19 3327 3524

Deixe uma resposta

Back To Top