skip to Main Content

Almanaque nº 58 começa ser distribuído pela VIAPAR

A publicação trimestral é produzida pela concessionária com o objetivo de levar as principais informações da empresa e do setor para a sociedade

Foi iniciada nesta semana a distribuição da edição número 58 do Almanaque VIAPAR, uma publicação trimestral produzida pela concessionária com o objetivo de levar as principais informações da empresa e do setor para a sociedade. A matéria de capa, “Colhendo os Frutos do Pedágio” destaca a os elogios feitos pela população de Cambira à duplicação da BR-376 e a construção de um viaduto na entrada da cidade, obras que reduziram consideravelmente a ocorrência de acidentes no trecho.

Essas duas melhorias foram entregues no último ano pela concessionária, um investimento de R$ 42 milhões. Ela trouxe mais segurança e conforto para os motoristas, como garante o caminhoneiro Aldemir de Andrade, 33 anos. “Antes eram registrados muitos acidentes neste trecho próximo ao viaduto, inclusive conheci algumas das vítimas. Com relação à duplicação também melhorou bastante, principalmente pra gente que trafega com caminhão, um veículo lento”, relatou.

Outras obras também foram destacadas na publicação. Dentre elas, a duplicação de 41 quilômetros da PR-317 e BR-158, entre Floresta em Campo Mourão. Apesar da instabilidade climática no primeiro semestre, 40% da drenagem já foram concluídas, assim como 5% da terraplanagem. A duplicação está prevista no contrato de concessão da VIAPAR, orçada inicialmente em R$ 210 milhões. E por conta disso, em alguns trechos está sendo necessário à detonação de rochas, motivo pelo qual a rodovia será interditada por várias vezes até o termino da obra.

A concessionária também deu início à construção de mais dois viadutos no contorno de Mandaguari. No total, a obra vai custar outros R$ 95 milhões e tem a previsão de ser concluída até dezembro deste ano. Mas não apenas de infraestrutura trata o informativo. Uma matéria traz revelações importantes sobre o seguro DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre), o qual existe no Brasil e que tem por finalidade indenizar as vítimas de acidentes. Recorrer a ele é mais fácil do que se imagina.

Os projetos Culturais, de responsabilidade ambiental e social apoiados pela VIAPAR também são destaque nesta revista. Um deles é o Educriação, que chega ao 4º ano. Ele tem o intuito de despertar a conscientização dos usuários, principalmente dos jovens, sobre os acidentes nas rodovias. Neste concurso, os três melhores trabalhos, além do orientador da peça vencedora, vão receber prêmios em dinheiro. O primeiro lugar vai faturar R$ 1.500, o segundo R$ 1.000 e o terceiro R$ 600. Já o professor vai ganhar R$ 500.

Na edição 58 o leitor ainda vai conhecer um pouco mais sobre o Festival de Jazz de Cascavel, o projeto VIAPAR Cultural e sobre a Sociedade Protetora dos Animais de Paranavaí, uma entidade criada há 19 anos e que abriga atualmente cerca de 130 cães, 100 gatos e de 20 a 30 cavalos. A cidade de Juranda também é destaque. Com pouco mais de 7,6 mil habitantes, ela é cortada por estradas administradas pela VIAPAR. Um município com raízes europeias. Por fim, uma bela reportagem sobre a pequena Kauany Gabriely Alberguiny, uma linda criança que nasceu dentro de uma ambulância da VIAPAR, às margens da PR-317.

A publicação tem 44 páginas. Os textos foram produzidos pelos jornalistas Rogério Recco e Cleber França da Flamma Comunicação Empresarial. As fotos foram tiradas por Cleber França, Walter Fernandes e Ivan Amorim e a diagramação ficou por conta da Mobi Comunicação. Tudo sob a coordenação da assessoria de comunicação da concessionária VIAPAR, comandada pelo jornalista Marcelo Bulgarelli.

Fonte – Assessoria de Comunicação da VIAPAR de 03 de junho de 2014

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top