skip to Main Content

Após Havaí, Califórnia também proíbe sacolas plásticas

sacolinha adeus

Após a proibição de sacolas plásticas no estado americano do Havaí ano passado, agora é a vez da Califórnia abolir um dos símbolos mais poluentes do capitalismo contemporâneo. Com 52% de votos favoráveis, a chamada Proposition 67 já está em vigor e torna o uso de sacolas plásticas ilegais em 58 distritos californianos.

O primeiro estado americano a proibir oficialmente o uso das sacolas plásticas foi o Havaí em 1° de Julho de 2015, mesmo que agora passe por alguns entraves legais, como medidas que autorizaram o reuso de sacolas já existentes.

De qualquer maneira, na Califórnia a notícia foi bem recebida, mesmo que tenha pego alguns consumidores de surpresa: “estive nesta loja há alguns dias e hoje eu (descubro) que tenho que comprar sacolas plásticas. Eu estava acostumado com a conveniência, então não tinha que pensar sobre isso. Agora isso acabou” relata a consumidora Sadie Hodge para o Los Angeles Times.

Reclamações dos fabricantes

No entanto, mesmo com o evidente benefício ecológico do banimento das sacolas plásticas, houve também quem apresentasse contra-argumentos, como os fabricantes de sacolas plásticas de Los Angeles. Para a indústria, a proibição do uso de sacolas fará com que haja redução de empregos, uma vez que fábricas terão de ser fechadas. Então vamos continuar a caçar baleias para não acabar com os empregos, desmatar para os madeireiros não perderem os empregos, consumir drogas para a quem trabalha cadeia da fabricação das drogas não perder o emprego…

Bill Lindamood, diretor de marketing da fábrica local Elkay Plastics, classificou a medida de proibição completamente “equivocada”, demonstrando a clara oposição da indústria: “nós nos opomos à proibição, acreditamos que existem alternativas melhores disponíveis, como a reciclagem”. Para o reciclador conseguir um quilo de sacola plástica de uso único, é necessário coletar de 500 a 800 sacolas e ele consegue menos de 1 Real por isso. Sabe quando sacolas plásticas de uso único são recicladas? Nunca!

Porém, a indústria de plásticos parece estar ecoando numa batalha perdida. Para o bem do meio ambiente, a proibição de sacolas plásticas na Califórnia teve receptividade expressiva, incentivamento um meio ambiente repensado, envolvendo diretamente a sociedade. Na Califórnia, a maioria dos consumidores demonstrou satisfação com a nova lei, além de se mostrarem enérgicos e dispostos a fazerem uso das alternativas propostas, como sacolas ecológicas ou sacos de papel adquiridos no supermercado.

O meio ambiente agradece

Embora ainda não haja dados precisos a respeito da quantidade de anos que uma sacola de plástico demora para se decompor, sabe-se que há materiais que podem levar até 100 anos ou mais, causando danos irreversíveis para o meio ambiente. O ato da Califórnia e de outros estados como o Havaí, é um exemplo de respeito não somente ao meio ambiente, mas à vida como um todo.

Em matemática simples, basta que se visualize a quantidade de sacolas plásticas encontradas em cada lar. Normalmente, para cada 3 itens adquiridos no supermercado, soma-se uma sacola plástica que irá ser descartada no meio ambiente. Quando estes números são multiplicados pelos integrantes de uma família e em seguida de uma nação, tornam-se estatísticas aterrorizantes.

Tão importantes quanto as leis de proibição, são as medidas socioeducativas e os exemplos dos cuidadores das crianças na formação de caráter. Em termos reais de comportamento, quando alguém não é educado desde cedo a respeitar o meio ambiente e a vida, dificilmente respeitará a lei de proibição de sacolas, julgando-a como desnecessária ou simplesmente vazia de sentido.

Faça a tua parte

Não é necessário esperar que haja a proibição de sacolas plásticas para que cessemos seu uso imediatamente. Há diversas formas de substituir a sacola plástica, como com a utilização de sacolas de pano ou material reutilizado que não será lançado à natureza depois. Há ainda a possibilidade da utilização de sacos de papel. Casos há em que a sacola nem mesmo é necessária, mas por hábito a aceitamos para levar qualquer coisa que seja.

Os sacos de papel, aliás, eram normais até a década de 90, mas sutilmente foram desaparecendo dos supermercados, substituídos aos poucos pelas sacolas plásticas. Um retrocesso de consciência ou domínio de lobby da indústria?

Fonte – GreenME de 02 dezembro de 2016

Adquira as sacolas retornáveis FUNVERDE para seus eventos e ajude a FUNVERDE a plantar árvores. Clique na imagem.

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top