skip to Main Content

Boletim do Instituto IDEAIS – Embalagens de plástico estão ganhando a guerra contra o desperdício de alimentos

Tradução livre

“Pense na sua recente ida ao supermercado e nas mudanças que acontecem em seus corredores. Frango fresco em sacos plásticos selados à vácuo, massas embaladas em plásticos flexíveis. E o frasco de geleia? Não é mais de vidro e sim de plástico”.

É claro, as embalagens plásticas são cada vez mais populares por que são leves, eficientes em termos de custo e são ótimas para proteger e preservar alimentos. Mas você sabia que o plástico é um aliado poderoso na batalha contra o desperdício de alimentos? Mais e mais profissionais de embalagens estão escolhendo embalagens plásticas para alimentos como forma de estender sua vida útil e evitar o desperdício. É uma tendência que temos visto na Ernest Embalagens e discutido amplamente no grupo Perspectivas das Embalagens Plásticas.

Inovações nas misturas de resinas plásticas e o design das embalagens plásticas estão estendendo a vida de prateleira de uma variedade de alimentos. Estão sendo acertados o dimensionamento das porções e a preservação do frescor por períodos de tempo mais longos.

Em um mundo onde um terço dos alimentos produzidos vai para o lixo, cada quilo de plástico pode impedir centenas de quilos de desperdício de alimentos. Considere o pepino. Envolto em plástico ele perde apenas 1,5% de seu peso em duas semanas, enquanto sem a embalagem ele perde 3,5% em apenas três dias. Isso significa menos desperdício e deterioração de alimentos, tanto para o varejista, quanto para o consumidor.

Vida útil mais longa também permite novos tamanhos para quantidades a granel, o que antes não era possível devido à deterioração precoce dos alimentos. Apenas há alguns anos, os consumidores não podiam desfrutar da comodidade de um saco com um quilo de bacon pré cozido capaz de permanecer fresco por três meses. Agora a realidade é outra e o consumidor está confiante que seu suado dinheiro não será desperdiçado em compras a granel destinados a estragar antes que seja inteiramente consumido.

Melhor que tudo, o uso de plásticos nas embalagens oferecem outras vantagens, tais como leveza para economia no transporte e menor quantidade de embalagens em geral.

Somente dois quilos de plásticos podem armazenar 36,86 litros de bebida, de suco, refrigerante ou água. Os mesmos produtos em outras embalagens? Cerca de três quilos de alumínio, oito quilos de aço, ou um colossal 40 quilos de vidro.

E as crianças são protegidas da quebra do vidro agora que os alimentos “kid-friendly” tais como alimentos para bebês e geleias vêm embalados em plásticos flexíveis ou de poliestireno.

Estas inovações para estender a vida útil e evitar o desperdício tornam o plástico favorito no desenvolvimento de embalagens para alimentos.

Brian Porter é vice-presidente e diretor da consultoria Ernest Embalagem e blogueiro da Perspectivas das Embalagens Plásticas.

Fonte – Boletim do Instituto IDEAIS de 24 de março de 2014

Instituto Ideais
www.i-ideais.org.br
[email protected]
+ 55 (19) 3327 3524

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top