skip to Main Content

Cidade inglesa vai plantar 3 milhões de árvores: uma para cada homem, mulher e criança que vive nela

Cidade inglesa vai plantar 3 milhões de árvores: uma para cada homem, mulher e criança que vive nela

Há um ditado que diz “durante a vida, deve-se ter um filho, plantar uma árvore e escrever um livro”. Bem, para a população de Manchester, na Inglaterra, pelo menos uma destas três coisas já está sendo colocada em prática.

É que o projeto “City of Trees” pretende plantar 3 milhões de árvores, nos próximos 25 anos: uma para cada habitante da cidade. O objetivo do movimento é recuperar áreas verdes abandonadas e estimular o plantio de mudas para tornar Manchester a “cidade das árvores”.

A iniciativa, criada em novembro de 2015, é uma parceria entre a The Oglesby Trust, uma fundação particular, e a organização ambiental Community Forest Trust.

Até o momento, já foram plantadas 94 mil árvores, sendo quase 1 mil frutíferas, criados 30 pomares e cuidados de 223 hectares de bosques. Tudo isso é resultado do envolvimento de 2.400 estudantes e de 4.488 horas de trabalho de voluntários.

Cidade inglesa vai plantar 3 milhões de árvores: uma para cada homem, mulher e criança que vive nelaEscolas, empresas e comunidade envolvidas no plantio das mudas em Manchester

Os benefícios que árvores trazem para o ambiente urbano são imensos. Para começar, entre os principais serviços (gratuitos) prestados por elas estão melhorar a qualidade do ar, reduzir a poluição sonora e contribuir para o equilíbrio do clima nas cidades, sobretudo, tornando-as menos quentes nos meses de verão.

Árvores também são responsáveis por absorver o dióxido de carbono (CO2) da atmosfera, gás poluente liberado pela queima de combustível fóssil em veículos e fábricas. O gás carbônico é um dos principais vilões do aquecimento global. Ou seja, árvores são aliadas fundamentais na luta contra as mudanças climáticas.

Outro importante papel da vegetação é reduzir os riscos de enchentes, já que a terra e suas raízes ajudam a absorver a água vinda da chuva. O “City of Trees” está realizando, juntamente com a Universidade de Manchester, um estudo sobre este tema específico.

O investimento no plantio de árvores traz ainda ganhos econômicos – tangíveis e mensuráveis -, para todos. No Reino Unido, casas localizadas em ruas arborizadas ou próximas a parques e bosques têm seu valor imobiliário aumentado entre 5% e 18%.

Espaços verdes estimulam a população a praticar exercícios físicos, e isso, possui reflexo direto no sistema de saúde público. Na Inglaterra, estima-se que o custo do sedentarismo sobre a economia gira em torno de 2 milhões de libras por ano.

O impacto da presença de árvores sobre a vida humana é realmente enorme. Estudos comprovam que ao caminhar perto da natureza, as pessoas têm seu nível de estresse diminuído e melhora geral na saúde. Há ainda evidências que o verde auxilia no tratamento de depressão.

Um dos trabalhos realizados recentemente, inclusive, foi a criação de hortas em casas de idosos com problemas de demência para envolvê-los em atividades de jardinagem.

Frutas sendo cultivadas nos pomares criados pelo projeto

Nos próximos anos, o projeto “City of Trees” pretende restaurar ainda 2 mil hectares de bosques e áreas verdes de Manchester, que atualmente, estão sendo subutilizadas. Existe, obviamente, toda uma preocupação de se plantar o tipo mais adequado de árvore em cada espaço. Nem toda espécie, por exemplo, serve para ser cultivada perto de ruas e em calçadas.

A participação da comunidade é o coração do projeto. Grande parte das atividades é feita com a ajuda de voluntários.

Qualquer cidade do mundo pode fazer um projeto como este? Que tal em São Paulo? 12 milhões de árvores? Vamos lá?

Cidade inglesa vai plantar 3 milhões de árvores: uma para cada homem, mulher e criança que vive nela

Fonte – Suzana Camargo, Conexão Planeta de 24 de janeiro de 2017

Fotos – divulgação “City of Trees”

Que tal em Maringá? Vocês acham que temos muitas árvores em nossa cidade? Pois temos aproximadamente 130 mil árvores para uma população de mais de 400 mil habitantes. Ainda temos muitas árvores para plantar.

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top