skip to Main Content

Conheça o trabalho de Cheida em defesa do meio ambiente e das cidades sustentáveis

Água limpa, ar puro, comida sem veneno, cidade menos barulhenta. Isso é boa parte do que um médico deseja ao seu paciente. Como médico e ambientalista, o deputado estadual e candidato à reeleição, Luiz Eduardo Cheida (PMDB), defende que a saúde e o meio ambiente são partes de um mesmo todo.

“Por isso, faço na política o que antes fazia em meu consultório de médico”, explica Cheida, que por dois mandatos atuou como secretário estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná.

Em sua gestão a frente do Meio Ambiente, Cheida conta que sempre defendeu a lógica da sustentabilidade: crescer, sem destruir. “Afinal, queremos nosso planeta para hoje e para sempre”, reafirma Cheida.

Para ele, a questão ambiental é, antes de tudo, uma questão social e que tem ligações com a economia, segurança, justiça, trânsito, agricultura e demais áreas do saber humano.

“Na tentativa de inverter a lógica da preservação, tentei aprovar um projeto de lei de minha autoria para remunerar o agricultor que preserva nascentes e rios, ao invés de apenas punir quem faz o errado. Finalmente, há dois anos, o Pagamento por Serviços Ambientais foi aprovado como lei”, relata Cheida.

Confira algumas ações de Cheida em prol da saúde das pessoas, das cidades e do meio ambiente:

Água limpa

Lei que determina a devolução de remédios vencidos às farmácias, e destas aos fabricantes, impedindo que sua química polua nossas águas;

Projeto de Lei obrigando a SANEPAR analisar, na água tratada pela empresa, a presença de antibióticos, anti-inflamatórios, agrotóxicos e outros produtos químicos;

Programa O Rio da Minha Rua – idealizado por Cheida, juntamente com técnicos da Secretaria do Meio Ambiente, o programa prevê ações integradas para promover ações nas bacias hidrográficas para a conservação e a qualidade ambiental dos rios urbanos;

Plano de Prevenção, Preparação e Resposta Rápida a Emergências Ambientais (P2R2) com foco nas áreas suscetíveis à contaminação;

Paraná Sem Lixões, programa que está eliminando os lixões do PR;

Critérios para o licenciamento ambiental de mais de 10 mil embarcações que, potencialmente, poluíam o oceano e os rios do estado;

Instalou os Comitês de Bacias Hidrográficas e iniciou a cobrança pelo uso da água, revertendo os recursos para a recuperação da própria bacia;

Determinou estudos para recuperação do Lago Igapó, em Londrina;

Programa Mata Ciliar, que plantou 110 milhões de árvores nativas nas margens de nossos rios e, foi considerado pela ONU o maior programa do mundo de recomposição de matas ciliares;

Programa Paraná Biodiversidade – o primeiro a trabalhar na formação de corredores florestais e adequação ambiental das propriedades inseridas nas bacias hidrográficas;

Licitou o contratou o 1º Inventário Florestal do Paraná que será concluído em 2015;

Incluiu, pela primeira vez na história, o Paraná no Conselho Mundial da Água.

Ar puro

Procurando melhorar a qualidade do ar criou:

O 1º Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa do PR;

A Coordenadoria de Mudanças Climáticas da Secretaria do Meio Ambiente do Paraná;

O Fórum Estadual de Mudanças Climáticas, onde os paranaenses decidem e opinam sobre a qualidade do ar que respiramos;

Cidade menos barulhenta

Fez leis que limitam o som nos cinemas e nos carros. Para ele, os ouvidos das crianças ainda estão em formação e surdez por barulho é irreversível.

Comida sem veneno

É autor da lei que implantou a Merenda Escolar Orgânica em todas as escolas do Paraná ;

A Lei que determina gôndolas diferenciadas nos supermercados para produtos sem agrotóxicos;

A Lei que está retirando das propriedades o BHC e venenos proibidos ou vencidos;

O Projeto de Lei que proíbe a pulverização de veneno por aviões;

O Projeto de Lei que determina a inspeção periódica dos pulverizadores de agrotóxicos;

Como secretário do Meio Ambiente fez o Paraná saltar de 12º para 1º colocação mundial no recolhimento de embalagens de agrotóxicos, reduzindo a contaminação dos solos e águas.

Outras ações

É autor da Lei que obriga empresas potencialmente poluidoras a contratarem técnicos em meio ambiente;

A descentralização do licenciamento ambiental aos municípios, garantindo a instalação de novos negócios, empregos e tributos;

A proibição da pesca com redes nas represas do Paraná,

Incentivou a piscicultura e o turismo nas cidades;

Garantiu a aprovação dos planos diretores de Matinhos e Guaratuba;

Promoveu a 1ª Conferência Sobre Lixo Marinho no Litoral;

Foi favorável à sinalização permanente das áreas para banho de mar e pesca no Litoral, evitando acidentes com artefatos de pesca.

É autor da lei que proíbe matar cães e gatos para controle populacional;

Criou a Rede Estadual de Direitos Animais (REDA);

Criou o Jardim Botânico de Londrina, entre mata nativa, riachos e cachoeiras, com uma área protegida de 1 milhão de metros quadrados;

Criou o Programa Ciclo Paraná para incentivar o uso da bicicleta no Estado;

É autor da Lei que torna obrigatória a construção de ciclovias em todas as rodovias e avenidas do Paraná.

Fonte – Assessoria de comunicação do Cheida. Saiba mais sobre os projetos do Cheida no site www.cheida.com.br

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top