skip to Main Content
Mamadeira De Plástico E O Microplástico

Mamadeira de plástico e o microplástico

As mamadeiras feitas de polipropileno foram medidas para saber o quanto de microplástico é liberado durante o processo de preparação de fórmulas infantis. John Boland, do Trinity College Dublin (na Irlanda), e seus colegas fizeram a medição com essa mamadeira por ser quase 69% das disponíveis no mercado.

Os pesquisadores limparam e esterilizaram as mamadeiras de polipropileno novinhas, deixaram secar e depois colocaram água purificada aquecida a 70° C. Essa é a temperatura recomendada pela Organização Mundial da Saúde para o preparo de fórmulas infantis.

Partícula de microplástico por litro

O teste foi realizado colocando as garrafas em um agitador mecânico por um minuto para simular o processo de mistura da fórmula. Após, Boland e sua equipe filtraram a água e a analisaram no microscópio.

bebê mamando

Bebê mamando. (Unsplash)

Assim, eles descobriram que as garrafas vazavam em média 4 milhões de partículas microplásticas por litro na água, variando entre 1 e 16 milhões de partículas por litro. O teste também foi realizado com água contendo a fórmula para bebês e o resultado foi semelhante.

Boland ficou surpreso com a quantidade. Mesmo já tendo feito uma pesquisa sobre a degradação dos plásticos no meio ambiente e suspeitando que as quantidades seriam significativas, os pesquisadores não esperavam níveis tão altos.

Outra surpresa da equipe foi a descoberta que a liberação de microplásticos pelas mamadeiras dependia da temperatura. Ou seja, a liberação dessas partículas é acelerada com o aumento da temperatura. Além de agitar as mamadeiras também aumentar essa liberação.

o que são microplásticos

Estes resultados estão de acordo com pesquisas anteriores, como um estudo revelando que os saquinhos de chá de plástico liberam milhões de partículas microplásticas em cada xícara. O que ainda não ficou claro é se isso impacta em nossa saúde. Boland explicou ainda não saber se existem efeitos adversos à saúde decorrentes da exposição a microplásticos.

Como minimizar essa exposição

O pesquisador Holand Leslie, na Holanda, diz ser importante identificar as fontes de partículas de plástico envolvidas na exposição humana. Até porque, ainda não há uma norma para a ingestão diária máxima tolerável de partículas de plástico.

mamadeira

A recomendação é que as mamadeiras sejam esterilizadas e a fórmula para bebês aquecida para destruir bactérias potencialmente prejudiciais. Qualquer risco potencial ao bebê por ingestão de microplástico e exposição a bactérias prejudiciais deve ser considerado, diz Ingeborg Kooter, da Organização Holandesa de Pesquisa Científica Aplicada (TNO).

Por exemplo, como esse risco se compara ao risco de infecção por salmonela? Por precaução, as pessoas podem reduzir o nível de microplásticos gerados durante a preparação da fórmula. Minimize a exposição da garrafa de plástico ao calor e agitação, diz Boland. Como? Prepare a fórmula em um recipiente separado que não seja de plástico. Apenas transfira para uma mamadeira de plástico esterilizada depois que a fórmula esfriar, ele sugere.

O estudo científico foi publicado no periódico Nature Food.
Traduzindo, vamos procurar usar somente mamadeiras de vidro
Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top