skip to Main Content
Microplásticos – 1/3 Da Poluição Dos Oceanos Por Plástico Vem Da Lavagem De Roupas Sintéticas

Microplásticos – 1/3 da poluição dos oceanos por plástico vem da lavagem de roupas sintéticas

Por Leo Cendrowicz – INews

Foto: Microplásticos na praia de Kamilo Point em Naalehu, Havaí (Foto: Megan Lamson, Hawaii Wildlife Fund / AP)

A maioria dos tecidos artificiais desprende minúsculas partículas de plástico cada vez que são lavados

Mais de um terço dos microplásticos encontrados nos oceanos vêm de tecidos sintéticos, como poliéster ou náilon, que liberam micro partículas de plástico, é o que mostram as pesquisas.

De acordo com pesquisadores suíços, a maioria dos tecidos artificiais desprende minúsculas partículas de plástico sempre que são lavados, que muitas vezes vão para os oceanos, onde se acumulam no estômago de peixes e outras criaturas marinhas.

O estudo, liderado por Yaping Cai, dos Laboratórios Federais Suíços de Ciência e Tecnologia de Materiais, testou 12 têxteis.

Técnicas de corte

A pesquisa descobriu que a poluição foi influenciado pelo método de corte: as amostras de corte em tesoura liberaram até 21 vezes mais MPF do que as amostras cortadas a laser sem arestas ou costuras.

“A adoção de técnicas de corte mais limpas é importante para a indústria para ajudar a reduzir a liberação de MPF”, diz o estudo. “Uma pré-lavagem de roupas sob medida na fábrica poderia efetivamente coletar uma grande parte dos MPFs herdados da produção.”

Partículas microplásticas são comidas por insetos e, em seguida, viajam pela cadeia alimentar (Foto: LOUISA GOULIAMAKI / AFP / Getty)

Partículas microplásticas são comidas por insetos e, em seguida, viajam pela cadeia alimentar (Foto: LOUISA GOULIAMAKI / AFP / Getty)

Lãs e outros têxteis com superfícies processadas mecanicamente liberaram em média cinco vezes mais MPFs do que os têxteis com superfícies não processadas, sugerindo que o atrito abrasivo durante a produção poderia ser outro fator crítico.

A maioria derrama na primeira lavagem

Em todos os casos, a poluição vai diminuindo conforme os ciclos de lavagem. Apenas uma pequena liberação contínua de MPF foi observada após cinco a seis lavagens.

“Dependendo do tipo de tecido, um número seis a 120 vezes maior de MPF foi lançado no primeiro ciclo de lavagem do que no 10º ciclo de lavagem”, afirma o estudo.

O estudo também descobriu que as estações de tratamento de águas residuais podem remover mais de 95 por cento dos MPFs.

Os legisladores europeus estão endurecendo as regras sobre microplásticos, com parlamentares franceses votando recentemente para exigir que as máquinas de lavar vendidas na França a partir de 2025 sejam equipadas com filtros capazes de impedir que MSFs vazem para as águas do esgoto.

O que são microplásticos?

Os detritos de plástico vêm em todas as formas e tamanhos, e os microplásticos são aqueles que têm menos de 5 mm de comprimento ou aproximadamente do tamanho de um grão de arroz.

Os microplásticos podem começar como pedaços grandes, mas a luz do sol, o vento e as ondas eventualmente os quebram em pedaços quase invisíveis. Eles apareceram em todos os cantos do planeta, desde as areias da praia de Brighton ao gelo marinho do Ártico.

O tamanho diminuto significa que podem ser comidos por uma grande variedade de criaturas, desde o plâncton por toda a cadeia alimentar até chegar aos humanos.

O Programa Ambiental da ONU diz que cerca de 13 milhões de toneladas de plástico são despejadas em nossos oceanos todos os anos, causando um prejuízo econômico estimado de £ 10 bilhões para os ecossistemas marinhos globais.

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top