skip to Main Content
Nova Zelândia Anuncia Fim Das Sacolas Plásticas A Partir De 2019

Nova Zelândia anuncia fim das sacolas plásticas a partir de 2019

Foto: Ars Electronica/Creative Commons/Flickr

A lista só faz aumentar. Desta vez foi a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, que anunciou a proibição do uso de sacolas plásticas no país no ano que vem.

“A iniciativa é necessária para proteger nossa reputação limpa e verde”, disse em um discurso.

A medida foi bem-recebida pelos comerciantes neozelandeses. Mas o governo abrirá uma consulta pública para ouvir a população e garantir que a opinião de todos seja ouvida.

“Precisamos escutar as pessoas que desejam que tomemos uma atitude perante este problema (o lixo plástico)”, afirmou Ardern. “É necessário melhorar a forma como gerimos nossos resíduos e este é um bom começo”.

Em junho último, um grupo de empresas, entre elas multinacionais como Nestlé, L’Oréal e Coca-Cola, assinaram um documento conjunto, na Nova Zelândia, em que se comprometem a usar apenas embalagens reutilizáveis, recicláveis e compostáveis até 2025.

#ChegaDePlástico

Em muitos países europeus, há décadas as sacolas plásticas já foram banidas ou tem sua distribuição cobrada.

Mostramos aqui, neste outro post, que entre outubro de 2015 e abril de 2016, os sete maiores supermercados da Inglaterra viram uma queda de 85% na entrega de sacolas, de 7,6 bilhões de unidades para 600 milhões, depois que elas deixaram de ser dadas gratuitamente nas lojas e uma taxa de apenas 5 centavos de libra foi imposta para cada unidade.

Irlanda, Escócia, Dinamarca, Alemanha, Portugal e Hungria são outros lugares onde, se você quer a sacola plástica, é obrigado a pagar por ela. Recentemente noticiamos no Conexão Planeta também que o Quênia proibiu a produção, venda e uso de sacolas plásticas com pena de multa e até prisão (leia mais aqui).

Talvez por isso mesmo, uma pesquisa recente apontou uma redução no volume de sacolas plásticas encontradas no fundo do mar no norte da Europa.

E no final de 2017, a presidente chilena Michelle Bachelet assinou um projeto de lei que proibiu a venda de sacolas plásticas em mais de 100 cidades e vilarejos ao longo da costa do país. A medida tornou o Chile a primeira nação da América Latina a enfrentar de maneira séria o problema que o plástico vem causando ao meio ambiente, ao poluir os oceanos e matar milhares de animais marinhos.

E eu termino este post com a mesma pergunta de sempre: e no Brasil, quando será feito algo sobre as sacolas plásticas? #ChegaDePlástico

Fontes – Com informações da CNN Environment / Suzana Camargo, Conexão Planeta de 21 de agosto de 2018

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top