skip to Main Content
O Que São Microplásticos?

O que são microplásticos?

A palavra “microplástico” é relativamente nova e é na maioria das vezes usada para descrever partículas de plástico menores que 5 mm. Segundo estudos iniciais sobre o efeito de pequenas partículas de plástico que foram produzidos e descartados incorretamente desde os anos 60. Os seres humanos e o meio ambiente em geral, têm sido exposto ao microplástico durante décadas.

Há dois tipos de microplásticos…

Microplásticos primários

são pequenas partículas de plástico que são liberadas diretamente no ambiente. Eles podem ser usados na fabricação de produtos de cuidados pessoas ou podem ser emitidos através da abrasão com outros objetos, como na produção de itens de plástico grandes, a erosão de pneus na condução de veículos ou, até mesmo, na lavagem de roupas feitas de fibras sintéticas.

Microplásticos secundários

são responsáveis pela maioria dos fragmentos de plástico pequenos liberados no ambiente. Eles aparecem quando itens grandes de plástico (tais como garrafas plásticas ou redes de pesca abandonadas) começam a erodir no mar ou no oceano.

microplástico que vai parar no oceano tem origem no descarte inadequado de embalagens; escape de embalagens de aterros por meio do vento e da chuva; lavagem de roupas de fibras de plástico como o poliéster; escape de matéria primária de plástico como o nurdles; entre outras. Ao chegar à natureza, produtos como garrafas, embalagens e brinquedos que não foram descartados corretamente, passam por um processo de quebra mecânica realizada pela chuva, pelos ventos e pelas ondas do mar, que fazem com que os produtos se fragmentem em pequenas partículas plásticas que se caracterizam como microplástico.

Os riscos

Pesquisas preliminares já apontam alguns dos riscos à saúde relativos à poluição gerada pelo microplástico. Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa de Sistemas Ambientais da Universidade de Osnabrück, na Alemanha, aponta que esse tipo de material tem a capacidade de absorver produtos tóxicos encontrados nos oceanos como pesticidas, metais pesados e outros tipos de poluentes orgânicos persistentes (POPs), o que faz com que os danos à saúde da biodiversidade sejam muito maiores.

Plânctons e pequenos animais se alimentam do plástico contaminado e, ao serem comidos por peixes maiores, propagam a intoxicação. No fim da cadeia, quando o ser humano se alimenta desses peixes maiores, está ingerindo também o plástico e os poluentes que se acumularam ao longo da cadeia. Entre os problemas relacionados à intoxicação por POPs estão diversos tipos de disfunções hormonais, imunológicas, neurológicas e reprodutivas. Da mesma forma, os plásticos podem conter bisfenóis, que são conhecidos disruptores endócrinos muito danosos à saúde do ambiente e humana. Entenda mas sobre eles na matéria: “Conheça os tipos de bisfenol e seus riscos“.

Plastic garbage thrown ashore all over Campal beach

Imagem – dirtypanjim4

 

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top