skip to Main Content
Plásticos Em Ambiente Marinho

Plásticos em ambiente marinho

Queen Mary University, Londres, publica estudo positivo sobre plásticos biodegradáveis

Este importante estudo da Universidade Queen Mary de Londres (“QMUL”) confere um peso maior às quatro décadas de pesquisas científicas que comprovam que produtos plásticos contendo aditivo d2w se tornarão biodegradáveis muito mais rapidamente do que o plástico comum, se deixados em ambiente aberto e, no fim de sua vida útil, serão biodegradados por bactérias comumente encontradas no solo e em ambiente marinho.

O estudo recentemente publicado pela QMUL foi conduzido por Rose, R., Richardson, K., Latvanen, E., Hanson, C. e Sanders.

A QMUL desenvolveu uma nova abordagem científica para a avaliação da biodegradabilidade dos plásticos, monitorando a respiração bacteriana em meio aquoso, com o plástico como única fonte de carbono.

Os principais resultados foram os seguintes:

  • Plástico oxibiodegradável demonstrou até 90 vezes mais biodegradação do que o plástico convencional, quando envelhecido por período de tempo equivalente.
  • O material degradado foi biodegradado por bactérias encontradas no solo e ambientes marinhos.
  • A redução do peso molecular é um fator primordial na taxa e extensão da biodegradação, demonstrando que a biodegradabilidade aumenta à medida que o peso molecular diminui.
  • O uso de um catalizador pró-degradante, como aquele presente nos lotes contendo o aditivo d2w, resulta em rápida redução do peso molecular.
  • As amostras de plástico testadas em relação à biodegradação foram degradadas de maneira abiótica tanto em ambiente natural como em laboratório.

Como era esperado, o plástico oxibiodegradável não exposto a intempéries não apresentou biodegradação significativa, uma vez que não houve redução em seu peso molecular, demonstrando, portanto, que os produtos oxibiodegradáveis são estáveis em condições de armazenamento.

Michael Laurier, Diretor Presidente da Symphony, afirmou: “Muitos anos se passarão até que o resíduo plástico seja reduzido a zero, mesmo na Europa e, até lá, a fabricação de produtos plásticos de uso diário precisa ser atualizada com urgência, utilizando a tecnologia cientificamente comprovada d2w da Symphony. Isto resultará em um enorme benefício ambiental, garantindo que o produto não irá permanecer no solo ou flutuar na água por décadas, mas será reciclado e devolvido à natureza por bactérias muito mais rapidamente.

Nunca tivemos dúvida alguma sobre a eficácia de nossa tecnologia, uma vez que um dos seus criadores, o Professor Gerald Scott, foi nosso consultor científico. Contudo, em novembro de 2018, pedimos a um ex-magistrado da Suprema Corte que revisasse as evidências científicas, a favor e contrárias, e ele confirmou nossa posição. Veja aqui  o recente relatório da QMUL confirma as conclusões anteriores.

O link para o estudo aqui

Symphony – Tecnologia biodegradável cientificamente comprovada

RES Brasil é representante e distribuidora exclusiva da Symphony em todo o Brasil.

 

A FUNVERDE apoia esta tecnologia desde 2005, sempre com os laudos técnicos que comprovam sua eficiência.

O ideal é não usar plástico, mas quando é imprescindível, que seja um plástico com vida útil programada, não irá ficar eternamente no ambiente! 

 

Deixe uma resposta

Back To Top