skip to Main Content
Projeto Propõe Cassação Do Alvará De Empresa Que Descartar Lixo De Forma Irregular Em Manaus

Projeto propõe cassação do alvará de empresa que descartar lixo de forma irregular em Manaus

O presidente da Comissão de Meio Ambiente, Recursos Naturais, Sustentabilidade e Vigilância Permanente da Amazônia, na Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador professor Fransuá Matos (PV), preocupado com o descarte de lixo feito de forma irregular na capital amazonense, apresentou um Projeto de Lei (PL) 383/2019, que autoriza a cassação do alvará de funcionamento das empresas que descartem lixo de forma irregular no município de Manaus. A proposta está em analise na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

Fransuá Matos explica que o descarte de lixo feito de forma irregular configura crime passível de penalidade e os estabelecimentos comerciais e empresas devem ficar atentos para evitar o descarte de lixo feito de forma irregular na cidade.

“Recebemos diariamente denúncias feitas pela população de que empresas estão realizando de forma incorreta o descarte dos seus lixos. A intenção é disciplinar o empresário, que deve ter em seu estabelecimento, um local apropriado para o depósito do lixo, até que seja realizada a coleta diária”, enfatiza.

Segundo o vereador o texto do projeto prevê que o Poder Executivo ficará responsável pela fiscalização e as empresas flagradas cometendo irregularidades serão notificadas e orientadas a corrigir o problema.
No caso de reincidência será aplicada uma multa no valor de 100 Unidades Fiscais do Município (UFM), além da suspensão das atividades por 60 dias. Caso o problema não seja corrigido a empresa poderá ter o Alvará de funcionamento cancelado.

Fransuá Matos ainda destaca que os sócios de empresas flagradas efetuando os descartes irregular de resíduos sólidos ou químicos e que tiverem o Alvará de funcionamento cassado, não poderão abrir novas empresas utilizando o mesmo Cadastro de Contribuintes Mobiliários (CCM).

Fonte: CMM

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top