skip to Main Content
Queimadas Destruíram 14% Do Pantanal Em Setembro, Diz Inpe

Queimadas destruíram 14% do Pantanal em setembro, diz Inpe

Por Ansa – Agência Italiana de Notícias

Área tem destruição recorde em 2020, com 33 mil km2 devastados – Incêndios no Pantanal destruíram área recorde em setembro (foto: EPA)

(ANSA) – O Pantanal teve 14% do seu bioma destruído pelo fogo durante o mês de setembro, informou o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) nesta quarta-feira (7/10/2020). O número em nove meses já supera toda a área devastada em 2019, sendo recorde desde 2002.

Segundo dados do próprio órgão governamental, os incêndios  já destruíram 26% de todo o bioma em 2020, em uma área de quase 33 mil quilômetros quadrados. Para efeito de comparação, no mesmo período de 2019, o tamanho da área destruída era de 12.948 km2 e, em todo o ano, a área devastada foi de 20.835 km2.

O recorde para o Pantanal havia sido atingido em 2005, quando 27.472 km2 foram queimados.

O bioma ainda bate recordes constantes na quantidade de focos de calor, com uma alta de 120% na comparação entre setembro de 2020 e de 2019.

– Cenário nacional:

Se a situação no Pantanal é desoladora, com uma alta expressiva nas queimadas, o cenário nacional teve uma alta de 1% na comparação com os números de 2019.

Além do Pantanal, os destaques negativos ficam para a Amazônia – com a maior destruição desde 2010, com 62.311km2 – e para os Pampas, que tem recorde de queimadas desde 2003.

Já a Caatinga e o Cerrado tiveram redução dos focos na comparação com o ano passado.

A Mata Atlântica, por sua vez, teve números estáveis com uma destruição de 15.055 km2 de área contra 15.020 km2 de 2019.

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top