skip to Main Content
Para Controlar A Emergência Climática, Precisamos Diminuir A Superpopulação Humana

Para controlar a emergência climática, precisamos diminuir a superpopulação humana

Berenice Langdon – The independent

“Tornou-se extremamente complicado discutir os efeitos ambientais da crescente população mundial. Mas, com as emissões e a destruição de habitats em alta, a taxa de natalidade terá que diminuir”

“Então você não queria engravidar, mas também não se precaveu?” É difícil não parecer condescendente durante esse tipo de pergunta. Eu tentei versões diferentes dessa frase várias vezes, mas nunca consegui. Às vezes eu inverto: “Você não usou métodos contraceptivos, mas também não quer engravidar?”

Desta vez, meu paciente é atingido. Vejo um aceno de cabeça e uma feição sem graça. Passamos à pílula do dia seguinte, mas depois forço o retorno à discussão sobre contracepção. Quero que o paciente tenha um plano para a próxima vez que fizer sexo. Eu não quero ninguém grávida, a menos que ela escolha a gravidez,

Tenho a sorte de ter apoio do governo do país em que vivo. Todas as crianças em idade escolar no Reino Unido são informadas sobre a contracepção e meninos e meninas estão envolvidos na conversa. O uso de contraceptivos no Reino Unido entre as mulheres de 15 a 49 anos é de 89%, alta mesmo em comparação com a média européia que é de 69,2%. Todas as clínica da Grã Bretanha de planejamento familiar oferece conselhos sobre contracepção, e todo contraceptivo prescrito é totalmente gratuito.

Consequentemente, a taxa de fertilidade caiu para 1,7 bebês por mulher – um número a ser comemorado.

Mas em todo o mundo, as populações humanas estão aumentando rapidamente. Os dados estão disponíveis para todo mundo ver. As populações de alguns países triplicaram em uma geração. A taxa média de fertilidade em toda a África é de 5,4 bebês por mulher; alguns países têm taxas até de 7,0.

Um artigo do Lancet não mede suas palavras: “Uma das conseqüências da alta taxa de fertilidade total é a crise migratória, que afeta principalmente os países da África Subsaariana e também pode ser observada em alguns países da América Central”.

Um estudo World Scientists’ Warning of a Climate Emergency” publicado recentemente alertando sobre a emergência climática diz que “a população mundial precisa ser estabilizada”. Este artigo é endossado por 11.000 cientistas e mostra em gráficos como o aumento constante da população humana afeta todo o meio ambiente, desde as emissões de aeronaves até o desmatamento. Ainda assim, os autores evitam a questão do “que fazer a respeito”.

Segundo a BBC , no que diz respeito à ONU, o crescimento populacional é um problema a ser enfrentado. Enquanto isso, David Attenborough não se esquiva da questão populacional, infelizmente, o resto da população deixa de lado, o crescimento da população humana, especialmente porque nos países mais pobres, ainda é um tabu.

Aconselho as pessoas todos os dias sobre contracepção e quero que todos no mundo tenham o mesmo serviço de contracepção que meus pacientes recebem. Todos nós realmente nos preocupamos com o meio ambiente. Então, vamos parar de fingir que a taxa de natalidade humana não tem nada a ver com isso.
Resultado de imagem para imagem anticoncepcional
Todos sabemos que os seres humanos causam o colapso da vida animal. Mesmo certas espécies de moscas estão começando a ser vistas como espécies ameaçadas de extinção. No Reino Unido, nossa população teve enormes conseqüências ambientais. Temos perto de 67 milhões de pessoas morando aqui, ou 279 pessoas por quilômetro quadrado; nós destruímos toda criatura selvagem viva maior que uma raposa.

Se você se preocupa com a biodiversidade, florestas intocadas e criaturas oceânicas, precisa se preocupar com a contracepção. Não pense que está fazendo a sua parte pelo meio ambiente só porque parou de usar canudos de plástico ou sacolas plásticas.

E se você está mais preocupado com as pessoas – com a mortalidade infantil, as pessoas que morrem no parto e o acesso das mulheres à educação -, você precisa se preocupar com a contracepção. Não se trata de países ocidentais tentando forçar nossas idéias sobre o tamanho da família em outras culturas, não é eugenia e não é esterilização forçada.

Se mulheres e comunidades podem ter acesso à contracepção, elas podem fazer escolhas por si mesmas. O uso moderno de contracepção para mulheres de 15 a 49 anos é de apenas 9% em alguns países africanos. Nós fazemos nossas escolhas; por que não queremos que as mulheres nos países mais pobres possam fazer suas escolhas?

Eu acho que a pílula só de progesterona deveria estar simplesmente disponível para compra em qualquer lugar. É totalmente reversível e totalmente seguro. Tomar qualquer contraceptivo é sempre mais seguro do que estar grávida – o que, convenhamos, é uma das experiências mais perigosas que a maioria das mulheres já teve.

Então, vamos continuar falando sobre contracepção e salvar o mundo; salvar o meio ambiente, salvar a biodiversidade e reduzir a miséria humana. Essa aulas de educação sexual, tão embaraçosa que todos nós tivemos na escola, foi brilhante para cada um de nós, mas não é suficiente para os propósitos de hoje. Precisamos descobrir como podemos ajudar os países mais pobres a terem o mesmo acesso à contracepção que temos nos países mais desenvolvidos.

A contracepção global deve ser retirada da lista de assuntos considerados como tabus. Juntos, todos os países do mundo devem enfrentar os danos que os humanos causam com a superpopulação que vivemos hoje. Não podemos ir para outro planeta como os escritores de ficção científica já o fizeram – mas, ao garantir que todos nós tenhamos acesso à contracepção, podemos ajudar a salvar a nós mesmos e a vida sobre este planeta.

Deixe uma resposta

Back To Top