skip to Main Content
Como Fazer A Reciclagem Ou Como Acondicionar O Lixo Sem Usar As Sacolas Plásticas De Uso único

Como fazer a reciclagem ou como acondicionar o lixo sem usar as sacolas plásticas de uso único

Este post é a reciclagem de outro post chamado “Como fazer a reciclagem em casa”, quando já éramos cobrados sobre como acondicionar o lixo quando nosso projeto conseguisse banir as sacolas plásticas de uso único do país. O projeto teve início em 2004 e terminaria em 2010, com o banimento em todo o país das sacolas plásticas de uso único, mas não contávamos com um inimigo com tantos recursos financeiros, a máfia do plástico e portanto, o projeto está demorando um pouco mais do que previmos. Mas estamos quase chegando lá, aguardem um pouco mais, só um pouco.

Então estamos usando o texto como base e atualizando com a experiência que adquirimos nestes anos. A teoria é maravilhosa, mas nada como o dia a dia, aprender na prática, consertar os erros e aparar as arestas do projeto. A prática leva à perfeição.

Recebemos milhares de reclamações desde que lançamos o projeto sacolas ecológicas para banir as sacolas plástica de uso único de pessoas revoltadas, querendo saber como fazer para acondicionar o lixo se deixassem de “ganhar” sacolas de supermercado.

Não entendemos qual o drama, o porque de tanta reclamação, afinal, qual é o segredo? Será que as pessoas esqueceram que é só usar um pouquinho o cérebro e para solucionar qualquer problema?

Primeiro, tenha piedade, você utiliza por ano mais de 1.000 sacolas e se você fizer compras por 50 anos – em média – você estará gerando 50.000 sacolas , que se não forem biodegradáveis, irão ficar de herança para seus mais longínquos descendentes limparem sua sujeira. Se você não se importa com o planeta, pense ao menos nos que ainda não nasceram, nos seus descendentes.

Depois, vai cair a mão se você deixar umas 4 sacolas retornáveis no carro, no seu local de trabalho ou em qualquer lugar de onde você sai para fazer as compras?

E não me venha com a desculpa de que custa dinheiro, afinal você paga de 10 a 30 centavos – embutidos no preço da mercadoria que você adquire – por cada sacola que você “acha” que está ganhando.

Então, pegue um jeans velho ou compre um pedaço de tecido barato – que seja uma chita bem colorida – e a máquina de costura da sua mãe, sogra, amiga e faça suas próprias sacolas ou compre nos supermercados – elas estão custando menos de 15 Reais cada e portanto, 4 custarão menos de 60 Reais – ou junte um monte de amigas e façam sacolas coloridas e deem de presente para seus namorados, amigos, pais, irmãos – homem também tem que participar da desplastificação do planeta – e faça as contas de quantas milhares de sacolas de uso único um grupo de amigos deixa de usar por ano ao adotar a sacola retornável.

Em uma tarde de sábado ou domingo você pode ajudar você, seus parentes e amigos a deixarem o vício da sacola.

Então tá, você deixou de “ganhar” as sacolas no comércio – não estamos somente falando de supermercados, mas de todo o varejo – então, vem a grande pergunta, como diabos vou fazer para acondicionar meu lixo?

Primeiro, saiba que você tem a obrigação de separar seu lixo, afinal, foi você que gerou este lixo. O lixo deve ser separado em 3 partes, o que pode ser reciclado, o que pode ser compostado e o rejeito. Mais adiante falaremos de óleo culinário usado, lâmpadas e baterias.

O que é reciclável – vidro, plástico, alumínio, metal, papel.

O que é compostável – sobra de comida, cascas, folhas, raízes, basicamente a sobra dos alimentos que irá ser transformado em adubo orgânico para enriquecimento do solo.

O que é rejeito – papel higiênico, lenço de papel, fralda descartável e absorvente íntimo.

O que deve ser separado de todos os anteriores e dada destinação correta

Óleo – deve ser acondicionado em uma garrafa PET e entregue para a prefeitura ou vendido, pois muitas empresas pagam por este óleo que irá ser reciclado.

Lâmpada – deve ser devolvida em lojas onde são vendidas, pois a lei obriga quem vende a receber o material pós consumo. Você não precisa ter a nota fiscal, não precisa ter comprado no local, pode entregar em qualquer local onde seja vendida a lâmpada.

Bateria – se for de celular, devolver em revendas de celulares, pois eles são obrigados a aceitar a bateria e o próprio celular, o carregador quando você não usar mais. Você não precisa ter comprado no local, apenas entregue onde é vendida a marca do celular ou da bateria ou carregador que você está descartando. A famosa pilha para eletrônicos, assim como lâmpada, deve ser devolvida em lojas onde são vendidas, pois a lei obriga quem vende a receber o material pós consumo. Você não precisa ter a nota fiscal, não precisa ter comprado no local, pode entregar em qualquer local onde seja vendida a pilha.

Como separar o lixo reciclável – compre ou arranje um recipiente de 100 a 500 litros, que pode ser um tambor, um saco de plástico reforçado ou ráfia, uma caixa de papelão ou plástico e deixe em sua área de armazenamento de lixo. O tamanho do recipiente depende do espaço que você tem, de quanto lixo reciclável você gera, de quanto em quanto tempo é coletado o lixo reciclável.

Quando você estiver fazendo comida – a cozinha é a área que mais gera lixo – lembre-se de enxaguar e colocar de cabeça para baixo o reciclável para que fique limpo e seco – e não você não estará usando água limpa, porque você abre a embalagem e coloca na cuba da pia, assim, quando for lavar a louça, automaticamente, você já irá enxaguando o reciclável, que quanto mais limpo, maior o valor de mercado, aumentando a renda do coletor de recicláveis. Depois de seco, uma ou duas vezes ao dia, na hora da limpeza da cozinha, coloque estas embalagens reciláveis dentro do seu local de armazenamento de reciclável.

Não esqueça de reciclar o material reciclável do banheiro, pelamordamãeterra, não vá colocar vidro de xampu, creme dental ou ou qualquer embalagem reciclável junto com lixo de banheiro – rejeito – coloque este material junto no seu recipiente de material reciclável.

Lembre-se de que o lixo reciclável representa mais de 75% do volume do lixo acondicionado, então você não irá quase comprar mais sacos de lixo. Ah, você não precisa separar por material reciclável, coloque todos os tipos junto, porque nas cooperativas de reciclagem os coletores  fazem a separação e daí você não terá como usar a desculpa de falta de espaço para ter cada contêiner por tipo de material – vidro, plástico, alumínio, metal, papel.

Como separar o lixo compostável – compre sacos de lixo de 10 a 30 litros, sempre biodegradáveis – o saco de lixo biodegradável pode ser descartado junto com o lixo compostável – e reciclados e no momento de preparação das refeições você coloca este lixo em pequenos saquinhos. Se não quiser gastar comprando  sacos, assista ao vídeo no início do post.

Quanto ao rejeito – pequenos sacos de 10 a 30 litros, sempre biodegradáveis e reciclados. Se não quiser gastar comprando  sacos, assista ao vídeo no início do post.

Daí você pode vender seu lixo reciclável, doar para algum catador, entregar no dia da coleta do material reciclável, isto é com você, mas lembre-se de que a cada embalagem que você mandar para a reciclagem, você está dando um tempo a mais de sobrevida para a humanidade, afinal, ao reciclar, os recursos naturais deixarão de ser extraídos do planeta e o material volta para a indústria infinitamente para fabricação de novos produtos, o chamado ciclo berço a berço, poupando esses recursos naturais para as próximas gerações, os seres do amanhã.

Só com estas atitudes, você estará economizando até 100% na compra de sacos para acondicionamento de lixo. Você também estará aumentando o espaço a vida útil dos aterros sanitários em até 90% e deixando matéria prima para os futuros habitantes do planeta usarem, afinal, quando você deixar este planeta, outros ocuparão seu lugar.

Seus descendentes também precisarão dos recursos naturais do planeta para viver, não deixe que enterrem seu lixo que pode ser reciclado, pense nos seres do amanhã, use sacola retornável.

Ana Domingues – Instituidora da FUNVERDE

 

Este Post tem 3 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top