skip to Main Content

Boletim do Instituto IDEAIS – 2.000 testes, uma quantidade respeitável de testes em plásticos realizados pelo Instituto IDEAIS em menos de seis meses

Na semana passada o Instituto IDEAIS atingiu a marca de 2.000 amostras de plásticos testados com o aparelho XRF Bruker.

Estas amostras foram testadas para detectar e certificar a autenticidade de plásticos impressos como sendo biodegradáveis e também para detectar a presença de metais pesados ( Diretiva RoHS ).

Os resultados passam a fazer parte e enriquecer nosso banco de dados relacionado aos plásticos rotulados como sendo biodegradáveis ( oxibiodegradáveis ou hidrobiodegradáveis ) e que estão sendo produzidos e distribuídos por empresas e comércio no Brasil.

A marca de 2.000 testes é significativa como amostragem e os resultados provam que muitos plásticos identificados e impressos como sendo biodegradáveis são autênticos e com laudos e provas que confirmam o atendimento às normas vigentes. Fabricantes e/ou usuários destas embalagens receberão laudos de autenticidade.

Outra parte testada mostrou a existência de falsos plásticos biodegradáveis sendo produzidos e distribuídos no Brasil. Estes plásticos na realidade são plásticos convencionais e tem impressas marcas de materiais, tecnologias e informações de biodegradabilidade que não encontram respaldo em publicações científicas, tampouco cumprem normas, o que caracteriza rotulagem e propaganda enganosa, tanto para quem adquire sem requerer provas e laudos, quanto para a população que recebe este tipo de embalagem e acredita nos atributos divulgados.

Alguns também levam as logomarcas da ASTM, da ISO, e também símbolos de compostabilidade que pertencem a entidades internacionais, sem a devida autorização de uso, numa clara tentativa de enganar a indústria, o comércio e por consequência o consumidor.

Cerca de 50% dos testes foram realizados em amostras colhidas por este Instituto e a outra metade foi enviada por fabricantes, comércio e empresas que utilizam e distribuem. Outras foram enviadas por autoridades e órgãos de governos e consumidores.

Vale lembrar que a falsa divulgação e rotulagem de atributos como a oxi ou hidrobiodegradação, além da compostabilidade sem a devida e inquestionável apresentação de provas e laudos comprobatórios é considerado crime previsto no Código de Defesa do Consumidor e infrações previstas nas regras do Conar.

Laudos dos testes e as correspondentes amostras coletadas e testadas, com resultados negativos, estão à disposição dos órgãos regulamentares de propaganda e defesa do consumidor.

Antes de imprimir informações relacionadas à degradação e biodegradação em artigos e embalagens plásticas consulte o Código de Defesa do Consumidor e o CONAR. Exija provas e certificações de seu fornecedor. Evite e combata a propaganda enganosa e informações falsas. Este Instituto está a seu dispor para orientar sobre rotulagem ambiental e para testes.

Para maiores informações, entre em contato com o IDEAIS.

Instituto Ideais
http://www.i-ideais.org.br/
[email protected]
+ 55 (19) 3327 3524

Fonte – Instituto IDEAIS, boletim de 29 de outubro de 2012

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top