skip to Main Content

O Estado de Sao Paulo – Grupo Estado – Logística reversa

Ciclo de vida

A SDPL, empresa de distribuição do Grupo Estado, adota o sistema de logística reversa para recolher os exemplares não vendidos.

Ao utilizar a mesma estrutura de entrega de jornais, o processo dispensa  o transporte adicional e, assim, evita o consumo de combustível extra e reduz a emissão de gases poluentes pelos veículos.

trata-se de um sistema que minimiza o impacto provocado pelo principal negócio do Grupo e dá ao produto a destinação adequada – todo o encalhe é enviado para a reciclagem.

Em São Paulo e na maior parte da Grande São Paulo, 100% do encalhe é recolhido.

No interior e nas cidades para onde o jornal é transportado por ônibus ou avião, apenas parte do material retorna para a empresa.

No interior de São Paulo, cerca de 65% dos exemplares excedentes são recolhidos.

Em 2009, a média mensal de papel recuperado soma cerca de 510 toneladas.

Somados às sobras de impressão e perda no processo, o total de papel destinado à reciclagem chegou a 7 mil toneladas.

Existem algumas alternativas em estudo para o retorno do jornal dos assinantes, que respondem pelo maior volume gerado.

“Esse é um dos grandes desafios que temos. Encontrar uma utilização para o impresso pós-consumo, com valor agregado maior que o existente atualmente”, diz Xerfan.

Fonte – Caderno Especial do Jornal o Estado de São Paulo, de 01 de junho de 2010, contendo o Relatório de Responsabilidade Corporativa

Bela iniciativa que pode e deve ser copiada por qualquer empresa. A logística reversa deve sempre utilizar os caminhões vazios depois da entrega para recolher o produto usado, como por exemplo,  eletrodomésticos, lâmpadas, pilhas e baterias ou o que tiver sido deixado pelo cliente na loja.

Mas pergunta que não quer calar e, quando é que os E-book irão substituir os jornais de papel? Já passou da hora de grandes empresas venderem junto com a assinatura de jornais e revistas, o E-book, para deixarmos de usar tanto papel, usarmos tanta água e terra fértil para plantar papel.

 

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top