skip to Main Content

Projeto Canto das ervas, quarta, 14 de abril – não choveu

Apesar da previsão do tempo, não caiu uma gota de chuva desde domingo, dia do último plantio.

Então, na quarta à noite saimos para regar as ervas que plantamos no domingo.

Estava tudo seco, esturricado. Certamente as plantas não sobreviveriam até o próximo domingo sem água.

São Pedro certamente não colaborou esta semana.

DDSC6083

DDSC6082

DDSC6084

DDSC6080

Fomos ao outro canto das ervas, mas só para ver se precisaríamos voltar amanhã para regar, porque no primeiro local a água acabou.

A pimenta, como sempre, resiste a tudo, mesmo a falta de água.

Agora, preste atenção na imagem abaixo. Foram plantadas 7 linhas de 6 plantas cada. Vamos contar juntos. Na primeira linha levaram 1 pimenta, na segunda linha furtaram duas pimentas, a terceira linha está inteira, na quarta linha afanaram uma pimenta, na quinta linha garfaram duas pimentas, na sexta linha roubaram duas pimentas e na sétima e última linha gatunaram uma pimenta.

As palavras acima são sinônimos da falta de vergonha na cara do brasileiro, aquele brasileiro safado, que vai passear em um parque e afana uma orquídea ou qualquer tipo de planta e assim acaba um parque inteiro. Aquele brasileiro que deixa as crianças apanharem flores de qualquer lugar, deixando os próximos visitantes sem flores para ver.

Isso é típico do brasileiro, é por isso que este país jamais funcionará, porque ninguém pensa no coletivo, somente no próprio umbigo.

Quem vai andar neste bosque e vê os canteiros sendo plantados deveria pensar que estamos embelezando o local para todos os caminhantes e não achar que é um viveiro grátis em que ele pode apanhar as plantas para colocar no seu quintal. Devem pensar que, se ninguém está vendo não estão cometendo um crime.

Estamos plantando ervas medicinais e aromáticas para serem utilizadas por todos. Mas é para apanhar um galho depois das plantas estarem formadas e não para arrancar a planta pela raiz. Isso não é um self service de plantas. O que será que este povo aprendeu em casa? Não sabem a diferença entre coletivo e particular, não sabem o que significa conceito de propriedade. Na hora de plantar ninguém se digna a oferecer ajuda, mas na hora de gatunar as plantas, fazem isso com uma facilidade …

DDSC6089

A ceblinha e sasinha estão sedentas … precisaremos voltar para aguar amanhã.

DDSC6087

Está vendo alguns locais sem plantas? Para variar, alguém já levou um monte para casa. Em qualquer supermercado tem mudas de salsinha e cebolinha à venda por R$ 1,00, uma simples moeda. Na feira dá para comprar cebolinha com raiz, cortar a parte de cima para cozinhar e plantar a parte de baixo, não tem segredo. Por que será que essta povalha não compra ao invés de surrupiar?

Povinho infernal! Povinho medíocre!

DDSC6088

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top