skip to Main Content

E daí, como foi o dia sem sacola?

alexanderdrachmann

E o que houve com o tão alardeado dia sem sacola do MMA do Minc? Acabou? Passou? Ninguém falou mais nada?

Quais foram os resultados? Estamos cheios de perguntas e não vemos mais nada na mídia que nos forneça respostas.

Muito barulho por nada. Quanto dinheiro público gasto em uma campanha de resultado nulo. Só mesmo no Brasil.

São distribuídas muito mais que 18 bilhões de sacolas plásticas – que é o número fornecido pela indústria de plásticos – de uso único por ano no Brasil e um dia no ano sem elas só diminui 50 milhões de sacolas, o que é uma gota de água neste oceano de plásticos.

O pior é que as pessoas só usam essa maldita dessa p@#$! dessa sacola por meia hora e depois elas ficam por 5 séculos poluindo o planeta. Humanos imbecis, acomodados, suicidas.

Vamos fazer de verdade Minc? Um dia por semana de todas as semanas do ano sem sacola, aí sim, faz diferença, dá mais de 2,5 bilhões de sacolas a menos por ano.

Falamos de 50 milhões de sacolas a menos no dia sem sacola SE e olhe que é um grande SE. Se TODOS tivessem aderido à campanha do MMA do Minc, o que não aconteceu

Provavelmente menos de 1% da população aderiu. Pare de fazer de conta Minc e vá banir as malditas sacolas, você está aí para para trabalhar. Queremos um ministro do meio ambiente que aja com firmeza, não queremos mais uma ameba no poder, já não chega a última, que também fazia de conta.

Voltando às sacolas. Nos supermercados da nossa cidade ninguém falou nada a respeito, fomos no final do expediente do maior supermercado da cidade – e aproveitamos para fazer a compra da semana – e perguntamos para alguns empacotadores quantas pessoas tinham passado com suas sacolas retornáveis ou solicitado caixas ou ainda levado as mercadorias nas mãos desde o início do seu turno.

Rufem os tambores para a espetacular resposta: zero, nada, nenhuma, ninguém, absolutamente ninguém, exceto nós que andamos sempre com sacolas retornáveis nas bolsas, nos carros, sempre temos sacolas retornáveis em todos os cantos para jamais ter que usar sacola plástica de uso único. Quando fazemos compras grandes pedimos uns aos outros sacolas emprestadas para não faltar, até porque no dia a dia é desnecessário ter mais que 4 sacolas. Isso é organização, isso é cooperação, isso é civilidade.

E vamos falar a verdade, o Minc está muito mal assessorado. ZERO para a equipe de marketing dele.

Como somos bonzinhos vamos ensinar como se faz o dia sem sacola até porque já temos experiência no assunto, que faz parte do PROJETO SACOLAS ECOLÓGICAS que desenvolvemos desde 2005.

Inclusive alguns membros da equipe dele já nos ouviram falar do nosso projeto do dia da semana sem sacola no fórum de varejo e consumo sustentável da FGV em 2008.

Tudo bem que não nos dêem crédito pela idéia, isso é natural, mas daí vem a pergunta que não quer calar: nem competência tiveram para copiar a idéia e fazer direito? Pelamordegaia!

A equipe “competentíssima ” do Minc teria que entrar em contato com as redes de supermercados de todo o país e exigir que neste dia simplesmente NÃO fossem ofertadas sacolas plásticas de uso único nos supermercados, que os supermercados e o MMA fizessem campanha no mês inteiro avisando que neste dia marcado, cada um teria que levar as compras para casa como um cidadão civilizado.

O supermercado poderia ofertar caixas de papelão que vem com mercadorias das fábricas para os esquecidinhos e pronto, acabou. Daí sim seria um dia sem sacolas de verdade, não essa bobagem que aconteceu.

Recapitulando, um dia sem sacolas não pode ter sacolas, viu Minc? Aprendeu? Então repita a experiência e se precisar de umas aulas, estamos aqui, como sempre estivemos e sempre estaremos, à sua inteira disposição quando você resolver desplastificar o país. Mas tem que ser de verdade, tá? Não somos mais crianças para acreditar em contos de fadas.

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

Back To Top