skip to Main Content

Projeto Mata Ciliar FUNVERDE – 19 de abril de 2008

Olhe que imagens maravilhosas, dos buracos feitos, somente esperando receber as árvores e os bambus.

Isto é fruto de uma parceria que nasceu em 2005, com a entrada do prefeito Silvio Barros e o secretário de meio ambiente José Croce, que entenderam a importância de nosso trabalho e resolveram nos ajudar.

Não é difícil leitor, a FUNVERDE escolhe um rio, descobre quais são os terrenos da prefeitura e de pessoas carentes neste rio, a prefeitura entra com a roçada e os buracos – primeiro setor -, os empresários entram doando árvores – segundo setor -, a FUNVERDE com seus voluntários e estagiários plantam, estaqueiam e aguam estas árvores – terceiro setor – e a  VIAPAR faz a manutenção, fazendo roçadas periódicas até a copa das árvores fecharem, sufocando o crescimento do mato – segundo setor novamente – e é assim que se faz uma parceria em que todos ganham, os humanos, a avifauna – os animais e aves que serão atraidos para seu local natural através das árvores para fazerem ninho e se alimentarem -, os rios em que a água ficará mais limpa por causa da proteção da mata ciliar  e finalmente o planeta.

Esse é o Murilo, nosso voluntário mais novo – não de tempo de voluntariado, mas sim de idade – tem só 13 anos e toda a vontade e energia do mundo.

Traga você também seus filhos e netos para plantar conosco, o local não oferece perigo e as crianças começam a dar valor às árvores, iniciando assim um costume familiar de recuperar o planeta.

Não é difícil fazer buracos com o trator, em menos de 1 minuto se faz um buraco.

Algumas árvores que se salvaram do incêndio da semana passada.

As árvores sendo trazidas do nosso estoque de árvores, árvores como sempre com muita qualidade, com torrão grande, que lhes permite ficar algum tempo sem ser aguadas e mesmo assim não sofrerem com a falta de água.

Depois das árvores descarregadas notamos algo muito estranho, mas quem trouxe as árvores já tinha ido embora e deixamos para brigar na segunda-feira.

Note o tamanho das árvores, minúsculas, fora de nosso padrão de 1,5 metro – só aceitamos árvores com 1 metro quando é frutífera, porque estas demoram mais a crescer – mas nosso pessoal pediu para plantar assim mesmo, mesmo sabendo do trabalhão que dará para cuidar e certamente muitas morrerão.

Na segunda-feira conversamos com o dono do viveiro e este disse que estava viajando e os funcionários entregaram árvores que não eram de nosso estoque – nossas lindas, maravilhosas, enormes árvores – e fez uma doação destas árvores, porque ele também sabe que poucas sobreviverão deste tamanho. Mas o que não dava era para desplantar  – sei que a palavra não existe, não me crucifique – estas árvores.

É por isso que somos fiéis ao mesmo viveiro desde 2004 – um viveiro com mais de 25 anos -, porque sabemos que quase não ocorrem enganos e quando excepcionalmente ocorrem, eles irão arrumar a bagunça que fizeram.

Após o plantio, é hora de guardar as ferramentas na carreta.

Veja como o ser humano não tem consideração pelos outros, só olha para seu próprio umbigo.

Os idiotas estão vendo que o terreno foi roçado, que tem buracos de plantio e mesmo assim uma malharia simplesmente jobou montes de retalhos de sua confecção onde estamos plantando.

Idiotas, gente assim não merece viver sobre este planeta.

Veja, dá para ler o nome da confecção.

Leia também que é material de confecção a ser entregue para a Loja Riachuelo.

É revoltante. É como se esses porcos estivessem jogando lixo dentro de suas próprias casas.

Não é o caso de dizer que dá vontade de desistir, porque não fazemos nosso trabalho voluntário por esses porcos e sim por nossos próprios descendentes, infelizmente esses porcos e seus descendentes que certamente serão porquinhos também – afinal, olhe o exemplo que esses nojentos dão – irão usufruir de nosso trabalho, mas se pudéssemos baní-los para o deserto de gobi, certamente o faríamos, para eles aprenderem que quando o homem não cuida da natureza, o planeta se vinga.

This Post Has One Comment

Deixe uma resposta

Back To Top